Apple e Samsung aparecem próximas no número de vendas de smartphones, diz IDC

Os dados revelam que a concorrência entre as fabricantes tende a aumentar cada vez mais.

Por | @oficinadanet Smartphones

O mercado de smartphones é bastante concorrido no mundo todo, sendo que as fabricantes cada vez mais se esforçam para manter a sua posição. De acordo com dados fornecidos pela empresa de pesquisa IDC, o primeiro trimestre pode não ter sido muito bom para grande parte das fabricantes.  

Isso tudo porque o mercado de smartphones registrou uma queda de 2,9% em número de envios. Entre os meses de janeiro e março deste ano foram comercializadas cerca de 334,3 milhões de unidades, sendo que em 2017 o número no mesmo período era de 344,3 milhões, o que representa uma queda de 10 milhões de unidades neste ano.

Apple e Samsung próximas nas vendas de smartphones, aponta IDCApple e Samsung próximas nas vendas de smartphones, aponta IDC

Leia também:

Os dados revelam que a concorrência entre as fabricantes tende a aumentar cada vez mais. A Samsung, segundo o levantamento, mantém a liderança com 23,4% de participação de mercado. De qualquer forma, a empresa teve uma queda de 2,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.                               

Assim, com a gigante sul-coreana vendendo menos unidades, A Apple acabou se aproximando mais da empresa com uma participação de mercado de 15,6% e ainda um aumento em seus números de vendas na casa dos 2,8%. A Huawei aparece na terceira colocação do ranking com 11,8% de participação.

A Xiaomi é outra chinesa que conseguiu ficar em quarto lugar, com 8% para a empresa. Mesmo com o mercado chinês desacelerando com queda de 100 milhões de unidades comercializados no país, sendo considerado um dos mais importantes no mercado mundial.

De qualquer modo, a China ainda possui outra fabricante entre as maiores do planeta, a Oppo, que contém índice de 7,1% de participação no mercado.

“A Abundância de tops de linha com preços elevados lançados nos últimos 12 a 18 meses provavelmente interrompeu o ciclo de ‘upgrades’ no curto prazo”, disse Anthony Scarsella, representante da IDC.

SHARE
+ Notícias
Comentários
 
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar