Ex-engenheiro do Yahoo! roubou gigas de pornografia de usuários durante anos

O ex-funcionário focava em procurar conteúdo pessoal erótico e pornográfico de todos os tipos das vítimas, comprometendo diversas outras redes sociais pelo acesso ao e-mail.

Por Segurança digital Pular para comentários
Ex-engenheiro do Yahoo! roubou gigas de pornografia de usuários durante anos

Roubar dados pessoais e informações bancárias são talvez os crimes cibernéticos mais comuns, mas desta vez vemos um crime inusitado: Um ex-engenheiro do portal Yahoo! acaba de se declarar culpado do crime de tirar vantagem do seu trabalho para entrar nas contas de mais de seis mil vítimas e roubar pornografia.

O invasor é Reyes Daniel Ruiz, homem de 34 anos que trabalhou por mais de dez anos como engenheiro de confiabilidade portal Yahoo!. Ele se aproveitava de suas informações e posição privilegiadas para acessar contas de outros e roubar material erótico e pornográfico pessoal. As vítimas eram desde pessoas conhecidas e próximas até uma grande quantidade de mulheres jovens completamente desconhecidas. O número exato de Gigas retirados dessas contas é desconhecido. Contudo, ele teria tudo armazenado num disco rígido pessoal que guardava em casa.

As contas do Yahoo! violadas serviam para atacar serviços como Apple iCloud, Facebook, Gmail, Dropbox, entre outros. As vítimas usavam estes endereços de e-mail para registar as suas contas nessas empresas. Então bastava ele solicitar a redefinição de senha desses serviços, porque o acesso ao e-mail ele já tinha.

Sede estadunidense do Yahoo!Sede estadunidense do Yahoo! imagem/reprodução

Ele deixou o Yahoo! Em julho de 2018, mas logo se encontrou vestígios das invasões para que em 2019 ele fosse acusado devidamente por vários crimes, porém, ele teria destruído o disco rígido assim que as investigações começaram, mas todos o seu rastro permaneceu.

Em julho de 2018 deixou o Yahoo!, mas não demorou muito para que fossem encontrados vestígios das suas atividades. Então, em abril de 2019, o engenheiro foi acusado da prática de vários crimes. As autoridades dizem que o Daniel destruiu o disco rígido assim que começou o processo. No entanto, não podia escapar de se declarar culpado de uma acusação de invasão de computador.

Ele enfrenta uma pena máxima de prisão de cinco anos e uma multa de até 250 mil dólares, mais de um milhão de reais. A sentença de Ruiz está marcada para 3 de fevereiro de 2020.

Compartilhe com seus amigos:
Bruno Ignacio de Lima
Bruno Ignacio de Lima Jornalista, gamer e geek. Louco por tecnologia. Redator de smartphones e novidades tecnológicas aqui no Oficina da Net
Quer conversar com o(a) Bruno, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias