Oficina da Net Logo

Veja o que fazer para evitar que suas fotos vazem na internet

Todo mundo tem medo de ter suas fotos privadas vazadas na internet. Para evitar que isso aconteça, veja algumas dicas para se prevenir!

Por | @ingridjank Segurança digital

O termo “nude” ficou popular há poucos anos atrás, quando as pessoas começaram a trocar fotos íntimas entre si nos bate-papos da internet e dos aplicativos de celular. A coisa toda acabou virando moda, e vários memes estampavam a frase “manda nudes”. Mas como tudo acaba tendo um lado ruim na web, essas fotos estritamente pessoais caíram nas mãos de hackers, de ex-namorados querendo vingança, e de pessoas simplesmente maldosas.

Esse foi o caso de vários artistas, como Carolina Dieckmann, Stenio Garcia, e um número grande de artistas de Hollywood, como Jennifer Lawrence, Kirsten Dunst e mais. Este fenômeno foi chamado de “Celebgate”, e chegou a afetar mais de cem famosos.

As redes sociais são em parte responsáveis por transformar a sociedade em aficcionados pela fotografia e pela selfie, junto das várias opções de câmeras e ferramentas tecnológicas que os smartphones oferecem. Hoje em dia, o armazenamento de fotos ficou amplamente mais abrangente, com várias formas de guardá-las, como a nuvem virtual.

Na maioria dos casos, as fotos tiradas por nós são automaticamente salvas na nuvem, mesmo se excluídas do aparelho, e isso pode ser perigoso. A nuvem é um serviço para guardar arquivos e fotos, e é usado para liberar espaço do telefone assim como para ser acessado de qualquer computador ou smartphone, bastando acessar a conta com login e senha.

Nesse sentido, existem alguns passos que devem ser seguidos para que a segurança das suas fotos fique mais forte, e longe das mãos de hackers. Confira:

Desativar a sincronização automática

Serviços de armazenamento em nuvem.Serviços de armazenamento em nuvem.

A sincronização automática permite que as fotos tiradas pelo aparelho fiquem salvas automaticamente em nuvens como o iCloud e o Google, e às vezes com outros serviços também, como o Flickr ou Dropbox. É uma boa forma de garantir que elas fiquem salvas e que não serão perdidas, pois uma vez que são armazenadas no celular e excluídas sem querer, elas poderão ser encontradas novamente na nuvem.

Isso começa a virar um problema se por acaso o celular for roubado ou acessado por alguém mal intencionado. Basta desbloqueá-lo, que ele terá em mãos todas as fotos já tiradas por você com facilidade. Por isso é importante limitar o acesso à nuvem, desativar o backup, e colocar uma senha para acesso desses arquivos.

Depois de fazer isso, comece a fazer o processo de condução das fotos até a nuvem de forma manual, para que fique armazenado somente o que é desejado. Para fazer isso, é preciso mudar as configurações do Google+ para Android ou no iCloud para iPhones.

Para mais segurança ainda, desative o download automático do WhatsApp e faça questão de apagar as imagens da galeria do aparelho e das conversas para onde tenha enviado.

Crie uma senha forte e ative a verificação em dois passos

Veja o que fazer para evitar que suas fotos vazem na internet

A segurança da senha é muito importante, e ela deve ser forte e não óbvia. Muitas pessoas tendem a esquecer sua senha depois de um tempo, e por este motivo, criam senhas fáceis de serem lembradas, como “12345” ou o nome+123. Datas de aniversário e nomes de bichinhos de estimação também são consideradas fracas.

Isto basicamente é um presente para os hackers, que já estão acostumados a invadir contas. Por isso, tenha em mente que ter uma senha forte é mais importante do que ter uma senha fácil de ser lembrada. Para isso, ela deve ter letras minúsculas, maiúsculas e números. Outra boa dica é trocar as letras por símbolos ou números, como: "5enh@ F0rt3". Se tiver medo de esquecer, anote em algum lugar seguro que só você saiba, como um caderno ou diário.

Mesmo com a senha mais difícil, ainda corre o risco de ser descoberta. Então, a ativação da verificação em duas etapas ajuda um monte, pois é possível instalar um código adicional para deixá-la ainda mais inacessível. Desse jeito, quando ele pedir a senha, ele também vai enviar um código para o seu celular no momento do login. 

Para fazer isso no Google, vá até “Minha Conta” no menu principal no alto e à direita. E na Apple, é por meio do iCloud que você poderá ativar o mecanismo. Em outros serviços, como o Facebook e a Microsoft, também é possível ativá-lo.

Controlar os aplicativos

Saiba que aplicativos bastante usados, como Facebook, WhatsApp e Instagram, também acessam suas fotografias. Por isso, a atividade de cada um deve ser cuidada, e se você quiser, bloqueada.

Em iPhones, pesquise nas opções de privacidade do celular, vá até “Fotos” e selecione os aplicativos que você quer bloquear. Já no Android, você terá que ir em cada aplicativo, um por um, para bloquear o uso de fotos. Dessa maneira, as suas imagens não serão compartilhadas com os servidores de cada app.

Esconder as fotos

Veja o que fazer para evitar que suas fotos vazem na internet

Uma ferramenta a mais para o controle de acesso à galeria são os chamados “ocultadores de fotos”, que podem ser usados no celular ou no tablet. Em dispositivos iOS existem o Picture Safe e o Private Photo Vault por exemplo, e para celulares Android, estão disponíveis o Hide Something e o KeepSafe.

Funciona assim: o sistema possibilita criar um código PIN ou tátil, que são como aquelas senhas colocadas para acessar o celular, só que estes servem para acessar suas fotos, deixando ainda mais difícil quebrar sua privacidade.

 Borrar os metadados de cada foto

Muitas pessoas não sabem, mas suas fotos possuem dados escondidos que informam a data e o lugar de onde foram tiradas, além de mostrar o modelo de câmera usado. Estes metadados acabam revelando informações que não são sempre evidentes para qualquer um, mas se você preferir não informá-los, há uma maneira.

Existem aplicativos como o Image Privacy para Android e o GeoGone para iOS, que são capazes de borrar estes metadados para você. É um processo bem rápido e fácil, e pode ser aplicado a várias fotos ao mesmo tempo. Legal né?

Limpe todos os seus dados antes de mandar para conserto

Quando precisar levar seu aparelho até um assistente técnico, é melhor levá-lo sem nada que possa ser íntimo demais ou privado. Antes de levar para o conserto, salve antes todas as coisas que você deseja tirar do celular para que não seja visto. Se caso você não puder tirar seus dados antes, faça questão de encontrar um técnico de confiança, para não correr este risco.

Dicas adicionais

  • Além de tudo que foi dito acima, você ainda pode colocar uma senha de bloqueio de tela do celular, ou entrada com leitura facial/biométrica. Assim, tudo que existe no celular pode ficar mais seguro.
  • Também é importante ficar atento quando for digitar seus dados para algum programa, como em e-mails que pedem dados para resolver algum problema no banco ou para mudar a cor do Facebook, por exemplo. Não forneça seus dados para ninguém que não seja de extrema confiança.
  • Cuide também com os pen drives usados para salvar arquivos confidenciais, não os perca ou empreste com suas informações dentro.

Baseado no artigo da BBC.

COMPARTILHE
Comentários
Carregar comentários