A volta do Megaupload

O famoso site de compartilhamento de arquivos de Kim Dotcom está de volta. Veja o que ele traz de novo e como será seu funcionamento!

Por | @alexscs Internet

Um ano atrás, em janeiro de 2012, o site Megaupload foi retirado do ar e Kit Dotcom, seu fundador, e outros executivos foram presos. Quando se tenta acessar o site antigo, é apresentado um alerta do FBI informando que o domínio foi confiscado devido a ordem judicial e que está sendo acusado de diversos crimes federais.

Durante todo o ano passado pessoas tentaram reaver seus arquivos e fazer com que o site voltasse a funcionar. Reviravoltas e mais reviravoltas aconteceram. Kim Dotcom afirmava que a grande maioria do conteúdo do site era legal, mas indústrias do entretenimento acusavam informando que a maioria do conteúdo era ilegal e quebrava as leis anti-pirataria. Ambos os lados tiveram vitórias e derrotas, mas o site continuou fora do ar. Até agora.

A volta do Megaupload

Novo site faz contagem regressiva para o lançamento

Colocado no ar em novembro, o novo Megaupload (agora denominado somente Mega) está prestes a ser lançado. Conforme anuncia o site (que está com um design impressionante, possui inúmeras notícias e realiza uma contagem regressiva), nesse dia 19 de janeiro as atividades serão retomadas e os usuários já poderão fazer o seu cadastro. E o novo Mega será generoso com seus usuários.

Kit Dotcom, através de sua conta no Twitter, anunciou que usuários “free” terão 50GB de armazenamento disponível! Insano! Dessa maneira, entra na briga com os concorrente fortemente, já que o limite é muito maior do que serviços como o Dropbox ou Google Drive, por exemplo.

Em relação aos antigos usuários do Megaupload, Dotcom informou que conta com a ajuda da Electronic Frontier Foundation (EFF), organização especializada em direito digital, para devolver às pessoas o acesso aos seus arquivos.Também, seus advogados buscam autorização judicial para transferir os dados do site antigo para o novo.

Novo site

Na nova versão do site, hospedado na Nova Zelândia, os arquivos serão criptografados e somente quem fez o upload terá acesso à chave para baixá-los. Dessa forma, teoricamente, o Mega não sabe o que você está carregando e não pode ser responsabilizado por eventuais casos de pirataria.

A volta do Megaupload

Sistema de criptografia do novo Mega

Nessa quinta-feira (18) o Mega abriu suas portas para alguns visitantes observarem o site e ver como será o seu funcionamento. Foi possível também descobrir os preços e pacotes que estarão sendo ofertados.

As grandes novidades ficaram por conta do acesso através de dispositivos móveis, processamento de palavras, planilhas e um mensageiro instantâneo próprio! O site também recomenda que os usuários utilizem o navegador Google Chrome para um melhor desempenho.

A versão básica do Mega permite que você arraste e solte arquivos entre as pastas, tem uma caixa de entrada de mensagens e uma área de contatos. Ainda não foi possível testar a parte de contatos, mas tudo indica que deve ser um recurso para facilitar o compartilhamento entre conhecidos.

Em relação ao preço, como já foi falado, o pacote grátis oferece 50GB de armazenamento gratuito. Caso o usuário queira comprar vantagens, existem três opções de pacote: €9.99, €19.99 e €29.99 (note que os valores estão em Euro e a assinatura é mensal). O pacote de €9.99 oferece 500GB de armazenamento e 1TB de largura de banda (limite de download). O de €19.99 oferece 2TB de armazenamento e 4TB de largura de banda e, por fim, o pacote de €29.99 garante 4TB de armazenamento com 8TB de largura de banda. Parece pouco de início? Para se ter uma idéia, caso você opte pelo plano mais barato (largura de banda de 1TB), você deve baixar em torno de 34GB por dia para esgotar a franquia!

A volta do Megaupload

Preços do serviço

Falando de downloads, enquanto a versão antiga permitia somente um download por vez, o novo site libera até seis downloads simultâneos (assim como uploads). Existem também duas opções que garantiriam um melhor compartilhamento de arquivos que interessariam à varias pessoas. A opção "desativar protocolos de segurança SLL" aumentaria a velocidade das transferências sem afetar o nível de segurança do serviço, e "omitir arquivos idênticos ao fazer upload" evitaria conteúdo duplicado no site.

Agora resta aguardar e ver qual será a nova jogada de Kit Dotcom. Sem dúvida existe muito trabalho a ser feito, mas não podemos subestimar o tamanho do site e o impacto que ele promete trazer ao mundo virtual.

Mais sobre: megaupload
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter