Social Commerce do Facebook ganhará força total, diz site

De acordo com um estudo realizado pelo desenvolvedor do portal Cut Out + Keep, Tom Waddington, alguns detalhes em javascript na estrutura das páginas denotam a intenção do Facebook em implantar ferramentas próprias de compras na rede social.

Por Pular para comentários
Social Commerce do Facebook ganhará força total,  diz site

 

De acordo com um estudo realizado pelo desenvolvedor do portal Cut Out + Keep, Tom Waddington, alguns detalhes em javascript na estrutura das páginas denotam a intenção do Facebook em implantar ferramentas próprias de compras na rede social.

Assim, de acordo com os indícios, o social commerce já seria uma realidade na rede social de Mark Zuckerberg e os serviços de negócios, como vendas e afins, já estariam presentes no código-fonte do site.

Para quem não lembra, recentemente uma notícia deixou os usuários curiosos, havia sido descoberto que a rede social teria desenvolvido um botão nomeado de "Want" (Quero, em português), com ele os utilizadores poderiam criar uma lista de desejos na sua página. Para tanto, agora estão aparecendo outras tantas ações relativas ao botão, como compartilhamento de compra de produtos, doações para caridade ou mesmo adição de itens como games e aplicativos do Facebook.

"Assim como música, vídeos e notícias estão sendo compartilhados no site, o Facebook está planejando permitir que os usuários façam isso com as suas listas de desejos e de compras, de itens comprados para jogos até doações para a caridade. Considerando o enorme impacto que a inserção do Spotify e dos feeds de notícias de sites, acredito que as compras sociais são o próximo foco", disse Waddington.

Não era de duvidar que o Facebook não ficaria estagnado em uma rede somente de amigos. Como sabemos, as vendas online estão tendo um crescimento vertigino e, o Facebook não poderia ficar de fora de tudo isso. Deste modo, Waddington defende que todas as ações indicam mesmo que o social commerce está sendo acoplado ao Facebook, pois não há como fugir dessa tendência.

Compartilhe com seus amigos:
Rafaela Pozzebom
Rafaela Pozzebom Graduada em Letras pela UFSM e especialista em Tecnologias da Informação e da Comunicação aplicadas à educação
FACEBOOK //
Quer conversar com o(a) Rafaela, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias de