YouTube consegue liminar e não precisa pagar multa a Daniella Cicarelli

O YouTube obteve uma liminar na Justiça de São Paulo ao qual fica isento de pagar R$ 95 milhões em juízo enquanto recorre da multa estabelecida por Daniella Cicarelli.

YouTube consegue liminar e não precisa pagar multa a Daniella Cicarelli

O YouTube obteve uma liminar na Justiça de São Paulo  ao qual fica isento de pagar  R$ 95 milhões  em juízo enquanto recorre da multa estabelecida por Daniella Cicarelli. O processo movido pela modelo e apresentadora deve-se ao vídeo ao qual ela aparece em cenas íntimas com o empresário Tato Malzoni no ano de 2006.

A multa no valor de R$ 95 milhões é referente aos dias que o vídeo permaneceu no ar mesmo após a decisão da justiça de ser retirado. Daniella Cicarelli solicitou a retirada do material no ano de 2007.

O caso deverá demorar ainda mais um tempo para ser solucionado, para tanto, de agora em diante, a justiça irá decidir se o valor da multa irá continuar o mesmo ou será reduzido.

Para quem não lembra, o vídeo de cenas íntimas de Daniella Cicarelli com o então namorado Tato Malzoni, ocorreu em uma praia na Espanha. O paparazzo que capturou as imagens na época  inseriu o vídeo no YouTube.

O melhor celular intermediário para importar?

Conteúdo relacionado

Realme GT Master: Celular Premium da marca chega ao Brasil; confira preços e ficha
Celulares

Realme GT Master: Celular Premium da marca chega ao Brasil; confira preços e ficha

Lançado dia 19 de outubro de 2021 no Brasil, o Realme GT Master Edition chega para ser o carro-chefe de tecnologias da fabricante.

YouTube testa novo recurso para localizar em um vídeo os trechos mais importantes
Youtube

YouTube testa novo recurso para localizar em um vídeo os trechos mais importantes

O novo recurso que está em versão de testes para um seleto grupo de usuários permitirá que os telespectadores encontrem os trechos importantes de vídeos do Youtube.

YouTube facilita a retomada de um vídeo no PC que foi visto no celular
Youtube

YouTube facilita a retomada de um vídeo no PC que foi visto no celular

Plataforma de vídeos do Google, YouTube, passa a ter "miniplayer" para facilitar o retorno ao vídeo reproduzido em qualquer plataforma.