Oficina da Net Logo

Canais de TV aberta negociam entrada de programação na Netflix

SBT, Record e RedeTV querem exibir seus conteúdos próprios no serviço de streaming .

Por | @oficinadanet Entretenimento Pular para comentários

A Netflix poderá oferecer além de séries, filmes e documentários, programação da TV aberta brasileira como novelas, produtos jornalísticos, materiais especiais e linhas de shows. O serviço de streaming está em negociação com a Simba, empresa formada pelos canais SBT, Record e RedeTV. A proposta surgiu da própria empresa de canais abertos, que deseja contrapor as operadoras de TV por assinatura que se recusam a remunerar os três canais por seu sinal HD, mesmo que eles estejam inclusos em pacotes pagos.

Netflix poderá exibir programação da TV aberta (Imagem: Divulgação/Internet)
Netflix poderá exibir programação da TV aberta (Imagem: Divulgação/Internet)

Se a negociação der certo, os programas próprios do SBT, Record e RedeTV passarão a ser encontrados também na Netflix. Filmes estrangeiros e reality shows cujos formatos pertencem a terceiros devem ficar de fora deste conteúdo.

Veja também: 

Além de negociar com a Netflix o grupo Simba também deseja vender a programação dos canais SBT, Record e RedeTV para outros serviços de streaming, como Amazon, que chegou ao Brasil em dezembro de 2016.

A aproximação da Simba com a Netflix pode fazer dela uma nova aliada do serviço de streaming. A plataforma é alvo das operadoras de telecomunicações que a acusam de usar e ocupar a banda larga demais com streamings de séries e filmes e não pagar nada por isso.

Desde o ano passado há uma tentativa por parte das operadoras para limitar a internet banda larga fixa e cobrar pelo uso excessivo da rede, o que influenciará no modo como as pessoas consomem este tipo de serviço.

A medida vai na contramão do atual momento do País, no qual as pessoas estão fazendo cada vez mais uso de conteúdo por demanda na internet. Em compensação, o número de assinates de TV paga tem sofrido um declínio. Desde 2015 as operadoras perderam quase 1 milhão de assinantes por aqui. A Netflix tem sido apontada como um dos bodes expiatórios da retração do mercado. 

Assista ao nosso último vídeo: