Sites estão se aproveitando de falha no YouTube para hospedar pornografia

Por meio de brecha, sites de conteúdo adulto conseguem lucrar ainda mais usando a plataforma do Google.

Por | @oficinadanet Redes sociais

Ainda que sejam proibidos pela política de utilização do YouTube, vídeos pornográficos e pirateados estão sendo carregados para o site do Google, sem que a empresa saiba da existência dos mesmos.

Sites estão se aproveitando de falha no YouTube para hospedar pornografia

Alguns sites de conteúdo adulto estão se aproveitando da estrutura do Google para hospedar seus vídeos de maneira mais “barata”. A brecha consiste em subir os vídeos no YouTube e configurá-los como “privado”. Assim o vídeo não fica disponível publicamente na plataforma, porém, ele ainda pode ser acessado por qualquer pessoa pelo link gerado pelo próprio YouTube. Desta forma os sites se aproveitam das receitas de publicidade do YouTube, sem serem detectados pelo software “Content ID”, lucrando ainda mais.

Os vídeos são servidos diretamente pelo domínio googlevideo.com, por isso sua identificação pelo sistema de proteção de direitos autorais do site é muito difícil. Conforme o TorrentFreak, a identificação e remoção destes vídeos pelo Google pode levar até três semanas. Procurada pelo TorrentFreak, o Google não quis se pronunciar sobre o caso.

Veja também:

Mais sobre: YouTube, Google, conteúdo adulto
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários