Verizon pode desistir de compra após Yahoo dizer que sabia da brecha dos e-mails

A operadora norte-americana teria se desinteressado pela aquisição do Yahoo em razão do grande vazamento de e-mails, que foi anunciado pelo próprio Yahoo em setembro.

Por | @oficinadanet Negócios

Na quarta-feira (9), um novo capítulo envolvendo o Yahoo. Pela primeira vez, o Yahoo admitiu que a Verizon, poderá desistir da negociação. Com isso, o Yahoo volta a estaca zero, ou seja, em busca de um novo comprador.

Verizon pode desistir de compra após Yahoo dizer que sabia da brecha dos e-mails

Leia também:

A operadora norte-americana teria se desinteressado pela aquisição do Yahoo em razão do grande vazamento de e-mails, que foi anunciado pelo próprio Yahoo em setembro. Agora, nos relatórios referentes aos resultados trimestrais, o Yahoo emite um alerta a seus investidores e ainda uma lista de “fatores de risco” que deixa várias incertezas sobre a CEO Marissa Mayer.

Entre eles, o seguinte: "...riscos que a Verizon possa afirmar, ou ameaçar afirmar, direitos ou reclamações em relação ao Contrato de Compra de Ações, resultantes dos fatos referentes ao Incidente de Segurança (...). [A operadora] pode tentar encerrar o Contrato ou renegociar os termos da transação de venda nesse sentido". 

Em toda a documentação trimestral, no final consta os seus fatores de risco, por isso, em tese, o que aparece escrito é bastante corriqueiro. Assim sendo, a desistência da Verizon pode não ser um fato ainda, apenas uma possibilidade.

Mesmo assim, o Yahoo comentou o assunto publicamente. De acordo com a empresa, a brecha de segurança não iria causar qualquer impacto material sobre a companhia. “Confiamos nos valores do Yahoo e vamos continuar trabalhando pela integração com a Verizon”, disse um representante da empresa ao Business Insider.

Yahoo sabia do problema

Outro fator importante foi revelado pela imprensa internacional quarta-feira (9): Alguns funcionários do Yahoo sabiam que um hacker associado a algum governo estrangeiro tinha invadido os seus sistemas e provocado o vazamento no final de 2014.

Em setembro, o Yahoo disse que havia comandado uma investigação, que desenrolou em agosto, para descobrir quem foi o responsável pelo roubo de informações, bem como teria acontecido o fato.

Além disso, a empresa disse que agências do governo começaram a publicar dados falsos fornecidos por um hacker, que dizia que eram relacionados às contas de e-mails do Yahoo.

A declaração diz ainda que especialistas em criminologia cibernética estão em busca de evidências que possam comprovar que um intruso conseguiu acessar informações pessoais de usuários sem precisar da senha. Tal informação reforça a ideia de que qualquer cibercriminoso pode acessar os e-mails da plataforma do Yahoo mesmo após os usuários terem alterado as senhas.

O Yahoo, mesmo assim, insiste em dizer que os problemas não irão prejudicar financeiramente as negociações. Bom, isso o tempo irá dizer. O negócio ainda não foi feito, e muitas coisas poderão acontecer até lá.

Mais sobre: yahoo verizon hackers
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo