Mesmo com problemas, mais de 1 milhão de Galaxy Note 7 não foram trocados

A estimativa é que haja no mundo mais de 1 milhão de pessoas que ainda possuem o modelo. O preocupante é que o aparelho pode explodir a qualquer minuto.

Por | @oficinadanet Smartphones

Como sabemos, a Samsung cancelou a produção e vendas do seu Galaxy Note 7 após os vários incidentes registrados com o aparelho em diferentes partes do mundo. A partir disso tudo, a fabricante se dispôs a reaver o modelo defeituoso. No entanto, de acordo com as operadoras, a estimativa é que haja no mundo mais de 1 milhão de pessoas que ainda possuem o modelo. O preocupante é que o aparelho pode explodir a qualquer minuto.

Mesmo com problemas, mais de 1 milhão de Galaxy Note 7 não foram trocados
Mesmo com risco de explosão, muitos usuários não pensam em trocar seu Galaxy Note 7.

Leia também:

De acordo com o jornal Korea JoonsAng Daily, que consultou consumidores sul-coreanos que ainda andam com os seus phablets, a maioria deles não pretende trocar o aparelho de jeito algum. Segundo eles, o processo é muito demorado e que exige ficar muito tempo em filas das operadoras e nos correios para poder despachar o aparelho de volta para a Samsung. Além disso, muitos acreditam que os seus gadgets não oferecem qualquer tipo de risco de segurança.

As pessoas, ao que tudo indica, não ficaram preocupadas com o fato de que o aparelho pode causar vários danos, inclusive físicos, caso venha explodir. Vale notar que muitos usuários tiveram que parar nos hospitais após serem queimados pelo Galaxy Note 7. As companhias aéreas, inclusive, já proibiram o uso do aparelho durante as viagens. Nos Estados Unidos, portar o gadget no avião virou crime, podendo gerar até prisão.

Pelo visto, mesmo com todos os alertas, muitas pessoas não estão preocupadas com os possíveis danos. Esperamos que a onda de explosões cesse, e que nenhum outro usuários seja prejudicado em decorrência do aparelho. No entanto, cada um deveria fazer a sua parte, e levar consigo o gadget problemático da Samsung pode estar custando a saúde do usuário e também de quem estiver, eventualmente, por perto.

Mais sobre: samsung smartphone galaxy
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter