Na Índia, Xiaomi vende dois smartphones por segundo

O feito representa que a cada segundo dois smartphones da empresa chinesa foram parar nas mãos de consumidores indianos, disse o Mashable.

Por | @oficinadanet Smartphones

Na quarta-feira (5), a Xiaomi revelou que excelente desempenho no setor de vendas na Índia. Em três dias, a empresa comercializou 500 mil aparelhos no país, e tudo isso graças a um festival de compras na Índia.

Na Índia, Xiaomi vende dois smartphones por segundo
Empresa comemora vendas na Índia.

Leia também:

O feito representa que a cada segundo dois smartphones da empresa chinesa foram parar nas mãos de consumidores indianos, disse o Mashable.

As vendas ocorreram entre 1 e 3 de outubro por gigantes do e-commerce local como Flipkart, Amazon India e Snapdeal. As promoções tiveram duração de 72 horas e cortaram os preços de vários aparelhos fabricados pela marca oriental.

A Xiaomi destaca o seu ótimo desempenho, com números que impressionam até a própria empresa, já que estão acima da média.

Vale notar que no país, a companhia levou dois trimestres para vender 2,3 milhões de smartphones, neste ano.

“Nós estamos extremamente orgulhosos de poder compartilhar este caminho percorrido com nossos fãs, parceiros e funcionários. Mais de seis meses de planejamento rigoroso e trabalho árduo nos ajudaram a atingir um novo padrão na indústria. No ano passado, nós vendemos mais de meio milhão de smartphones em 30 dias durante o mês de outubro, e neste ano conseguimos alcançar um número similar dentro de três dias”, disse Manu Jain, diretor da Xiaomi na Índia.

No Brasil

A Xiaomi é bastante popular na China e na Índia, porém, no mercado brasileiro não se consolidou. A empresa logo de início cessou as vendas do seu aparelho e ainda bloqueou a chegada de novos aparelhos no Brasil. Não há números oficiais sobre as vendas no país, porém, a falta de disponibilidade dos aparelhos indica que não emplacou. Com isso, não há previsão de chegada dos aparelhos no Brasil.

MAIS SOBRE xiaomi smartphone mi
SHARE
Comentários
Você precisa lerver tudo
Mais recentesver tudo