Empreendedorismo em Tecnologia da Informática (TI)

Por que desejo abrir um negócio?

Comentários Flávio Santos Sodré   -

Quando se trabalha por conta, torna-se necessário criar uma rede de contatos com empresas que possuam produtos ou serviços que suprirão suas expectativas e agregarão valor ao produto/serviço ao entregá-lo aos clientes. A carteira de contato geralmente precisa ser revista a fim de certificar novos valores e produtos, mas, nessa retomada, alguns fornecedores começam a não existir mais, a exemplo: indústrias de tecnologia, empresas de serviços – softwares, assistências técnicas e revendas de tecnologia. Os fatores que levam ao encerramento do negócio foram financeiros, desavença entre sócios ou simplesmente a frustração de não se “ganhar” dinheiro – e a palavra “ganhar” gera expectativas de rápido retorno do investimento?

O grande volume de informações sobre empreendedorismo, lançado nas mídias, tem criado mais fantasias do que senso de realidade. Empreender não é fácil, e eu já tive três experiências a respeito desse assunto, quer fosse com negócio próprio, quer fosse com a formação de uma sociedade.

Amadurecer em conhecimentos técnicos e gerenciais, em rede de relacionamentos com pequenos empreendedores solidamente estabelecidos e, de preferência, em capital próprio para investir. Ser o próprio chefe é pesado e cansativo; os desafios são inúmeros, a começar com a captação de clientes, proatividade, pontualidade e compromisso, pontos que requerem muita atenção e devem ser constantemente analisados e praticados, antes da abertura da empresa. A oficina mecânica, a padaria, a papelaria e a bomboniere de diversos bairros são empreendimentos cujos proprietários não tiveram essa sede desesperadora de “ganhar”, ficar rico, conquistar status etc. Eles simplesmente começaram com esforços diversos e mantêm-se ativos depois de muitos anos mantendo a visão do esforço e da dedicação, cujo retorno financeiro é visto como consequência.

Leia também:

Há muitas áreas promissoras em TI, e empreender requer clareza de objetivos e estudo de metodologias a serem aplicadas. Assim será possível compreender melhor o projeto (começo, meio e fim).

Depois do êxito, resta saber o que será feito com o lucro: investir, gastar aproveitando a vida, aplicar, etc.. Eis que surge um desafio determinante para o empreendedor continuar ativo ou não.

Palavras chaves: empreendedorismo digital, clientes, carteira de contatos, metodologias aplicadas ao negócio.

 
COMENTÁRIOS

Recomendados
carregando...
Destaques
TOPO