Instagram pode diagnosticar depressão

Conforme 118 estudos realizados previamente, em média, os profissionais conseguem acertar o diagnóstico em 42% dos casos.

Por | @oficinadanet Redes sociais

A depressão é uma doença que nem sempre é fácil de ser diagnosticada. Milhares de pessoas sofrem no mundo com tal condição e muitas delas não fazem o tratamento adequado, seja por falta de informação ou mesmo por não terem sido avaliadas de forma correta. No entanto, com a tecnologia, muitos usuários poderão ser beneficiados. Cientistas norte-americanos descobriram que a tecnologia pode ser mais eficaz no diagnóstico da depressão do que os próprios humanos.

Instagram pode diagnosticar depressão
Fotos publicadas no Instagram podem indicar se o usuário está sofrendo de depressão. Pesquisadores pretendem aperfeiçoar suas técnicas para uma melhor avaliação. 

Leia também:

Um estudo publicado em 10 de agosto, que foi elaborado em parceria com pesquisadores das Universidades de Harvard e Vermont, fazendo uso de um programa desenvolvido pelo grupo, analisou o perfil de 166 usuários no Instagram, com um total de 43 mil fotos.

O sistema registra dados como cor, presença ou não de rostos nas imagens, entre outros elementos. A partir das informações é possível detectar um indivíduo com depressão com 70% de precisão.

Conforme 118 estudos realizados previamente, em média, os profissionais conseguem acertar o diagnóstico em 42% dos casos.

Os pesquisadores mostraram as fotos ainda para um grupo de pessoas. Eles, sem saber do que se tratava o experimento, tinham como missão ranquear o quanto, em um escala de 1 a 5, cada foto continha felicidade, tristeza, potencial para receber likes e ainda capacidade de gerar interesse.

Agora, a ideia dos cientistas é que o sistema ajude a desenvolver novos e ainda melhores programas de inteligência artificial do mesmo gênero. 

Mais sobre: instagram redesocial estudo
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar