Vontade dos internautas irá pesar na decisão sobre banda larga, diz senador

Durante reunião do colegiado, o presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), senador Lasier Martins, disse que opinião dos cidadãos irá influenciar na tomada de decisão sobre o Marco Civil da Internet.

Comentários Débora Pricila Silveira   -

Conforme o presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), senador Lasier Martins, a opinião dos internautas irá pesar na decisão dos senadores sobre a limitação de dados na internet banda larga fixa. Durante reunião do colegiado, na terça-feira, dia 21, ele afirmou que o resultado da enquete promovida pelo DataSenado certamente irá influenciar a decisão que será tomada lá adiante sobre o Marco Civil da Internet.

No ar do dia 16 de maio a 15 de junho, a enquete contou com a participação de 608.470 pessoas. Destes, 99% se disseram contra as franquias limitadas na internet banda larga fixa. O senador Pedro Chaves, disse acreditar que a pesquisa vai ao encontro do pensamento da sociedade brasileira. “Hoje a internet não é mais luxo, é comunicação entre as pessoas”, assinalou à Agência Senado. Ele ainda afirmou que a limitação de dados é “extremamente nociva”. Chaves é  relator de duas propostas na CCT que visam incluir no Marco Civil da Internet a proibição das franquias.

Leia também:

Estes dois projetos citados acima, que solicitam a proibição das operadoras de limitarem o tráfego de dados em seus contratos, somados a uma sugestão popular do portal e-Cidadania, que tem como origem a manifestação dos cidadãos, foram os fatores que motivaram a realização da enquete. Além disto, internautas também realizaram manifestos contrários a limitação, por meio de diversas petições online.

Diante do resultado da enquete, que não surpreende, os participantes puderam demonstrar sua insatisfação com o limite no volume de dados consumidos durante o mês, na esperança de que a vontade dos consumidores seja levada em consideração na tomada de qualquer decisão, visto que serão os usuários de internet os principais beneficiados ou prejudicados com qualquer consenso que se possa e se deve chegar. Aguardemos os próximos capítulos desta novela, que ainda não se sabe se terá um final feliz para as empresas de telecomunicações ou para os consumidores.

Fonte: Agência Senado

 
COMENTÁRIOS

Banda Larga no Brasil
carregando...
Destaques
TOPO