Facebook anuncia robô que poderá compreender o que os usuários escrevem

A DeepText trata-se de um sistema de redes neurais e arquiteturas de aprendizado de máquina que faz com que a rede social consiga entender o contexto das mensagens dos usuários para assim conseguir oferecer os melhores serviços.

Por | @oficinadanet Redes sociais

O Facebook anunciou na quarta-feira (1º) o lançamento da inteligência artificial DeepText. O novo sistema possui a capacidade de compreensão de todo o contexto de uma postagem, com precisão quase humana, contando com mais de 20 línguas.

A DeepText trata-se de um sistema de redes neurais e arquiteturas de aprendizado de máquina que faz com que a rede social consiga entender o contexto das mensagens dos usuários para assim conseguir oferecer os melhores serviços. A ideia é que, através das mensagens que são trocadas via Messenger ou mesmo nos posts publicados na rede social, o robô consiga determinar um perfil com mais detalhes dos possíveis interesses do usuário.

Facebook anuncia robô que poderá compreender o que os usuários escrevem

Leia também:

A real intenção do Facebook, segundo o The Verge, é ter um sistema que compreenda tudo o que os usuários escrevem nas plataformas. Assim, além de ajudar os usuários através de recomendações, o Facebook também conseguiria filtrar comentários agressivos ou mesmo de ódio.

Para atingir o ponto certo, o DeepText ainda terá um longo caminho. De acordo com o Facebook, o sistema já está sendo usado no Messenger e também na rede social. No Messenger, o robô está sendo treinado para identificar quando o usuário está solicitando um taxi ou o Uber. Com isso, ao identificar a necessidade, ele sugere ao usuário que peça viagem através da integração do aplicativo com o Messenger.

O robô também está sendo treinado para identificar posts de vendas. Assim, quando a ferramenta identifica que o usuário está publicando um post de venda, ele sugere outros mecanismos específicos de posts comerciais.

No entanto, nem tudo são flores, e claro, é bem provável que o mecanismo cause alguns transtornos. O TechCrunch, por exemplo, aponta que a tecnologia poderá ter implicações relevantes, já que ela escaneia todas as mensagens dos usuários, e isso, poderá causar algum processo à rede social.

Porém, a inteligência artificial também poderá ser muito positiva para o sistema de recomendações e curadoria do Facebook. Vale notar que o DeepText se torna mais eficaz conforme os usuários mais usam a rede social, assim sendo, quanto mais tempo, mais o sistema poderá interpretar as mensagens.

Mais sobre: facebook messenger deeptext
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar