Empresas de tecnologia se unem contra discurso de ódio na internet

O acordo das companhias com a União Europeia não é jurídico, assim sendo, elas não serão punidas ou terão que pagar multas em casos de racismo online.

Por | @oficinadanet Redes sociais

Facebook, Twitter, Microsoft e Google afirmaram nesta terça-feira (31), através de nota que irão concordar com a regulação proposta pela União Europeia para combater com a propaganda terrorista em suas redes sociais.

Com isso, elas farão parte de um novo código de conduta com o objetivo de lutar contra as ofensivas criminosas. As regras também obrigam as empresas a identificar e promover “contra-narrativas independentes” para assim pode enfrentar os discursos bem como as propagandas de ódio contra as minorias.

Empresas de tecnologia se unem contra discurso de ódio na internet
Empresas de tecnologia ajudarão a identificar discursos de ódio que ocorrem nas redes sociais.

Leia também:

 "Continuamos empenhados em deixar o fluxo de tuítes. No entanto, existe uma clara distinção entre a liberdade de expressão e a conduta que incita à violência e ódio", disse Karen White, diretora do Twitter na Europa. "Temos sistemas eficientes para rever notificações válidas em menos de 24 horas e para remover o conteúdo ilegal", disse Lie Junius, diretor de relações com o governo do Google.

"Se encontrarem o conteúdo que eles acreditam violar nossas normas, para que possamos investigar. Nossas equipes de todo o mundo reverão esses relatórios e agirão rapidamente", disse Monika Bickert, chefe de gestão de política global no Facebook.

"Nossos termos de uso proíbem a defesa da violência e do discurso de ódio sobre os serviços Microsoft. Recentemente, anunciamos medidas para proibir a publicação do conteúdo do terrorismo. Continuaremos a oferecer uma maneira de nos avisar quando eles pensam que a nossa política está sendo quebrada", mencionou em nota John Frank, vice-presidente de Assuntos Europeus do Governo na Microsoft.

Mais sobre: facebook twitter youtube
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar