Twitter corta uso de software de análise do governo

O Dataminr é usado pelo governo para reconhecer situações de interesse à segurança nacional, como assuntos relacionados a crime organizado, protestos políticos e até terrorismo.

Por | @oficinadanet Redes sociais

O assunto sobre empresas de tecnologias e o governo dos Estados Unidos é recorrente, e pelo que indica, está longe de acabar. Desta vez, o Twitter teria bloqueado o uso de softwares de análise de mensagens de órgãos da inteligência. O Dataminr, ferramenta que foi bloqueada, é capaz de realizar uma varredura em tempo real do que está sendo publicado no microblog.

O corte não foi anunciado publicamente, porém, não foi bem recebido bem entre os oficiais de inteligência e governo. O sistema era usado pelo governo para reconhecer situações de interesse à segurança nacional, como assuntos relacionados a crime organizado, protestos políticos e até terrorismo.

Twitter corta uso de software de análise do governo

Leia também:

O Twitter teria comentado que a intenção é impedir que o governo tenha algum tipo de privilégio na obtenção de informações e análise de dados em tempo real. O Detaminr é a única ferramenta a ter acesso às mensagens postadas na rede social, um acesso garantido pela parcela de 5% que o Twitter possui.

Porém, a relação entre o Detaminr e as autoridades nunca foram bem encaradas pelo Twitter, que teria solicitado várias vezes aos responsáveis que deixassem de trabalhar com agências de segurança. Como nunca houve um acordo, a rede social optou por bloquear a ferramenta.

O Detaminr funciona através do cruzamento de diferentes informações contidas nas mensagens, como palavras-chave e até localização geográfica, bem como hora, data e outras informações.

O Twitter afirmou através de comunicado oficial que não há qualquer problema em saber que as mensagens estão sendo analisadas por órgãos do tipo, e que todas as informações publicadas pelos usuários são públicas, sendo que podem ser acessadas por qualquer um. Com isso, o que tudo indica é que a empresa não quer beneficiar com nenhum tipo de regalia o governo na obtenção de dados.

"Os dados do Twitter, em grande parte, são públicos e o governo dos EUA pode rever as contas públicas por conta própria, como qualquer usuário", explicou o Twitter.

Mais sobre: twitter seguranca redesocial
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo