Oficina da Net Logo

Amazon anuncia assinatura mensal para o seu serviço de vídeo sob demanda

A partir de agora, os clientes podem escolher apenas pela assinatura exclusiva da plataforma de vídeo sob demanda, por US$ 8,99 mensal. Já o Amazon Prime completo sai por US$ 10,99.

Por | @oficinadanet Entretenimento Pular para comentários

De olho na concorrência, a Amazon anunciou recentemente mudanças no seu serviço de vídeo. Assim sendo, a partir de agora, a plataformas de streaming irá oferecer pagamentos mensais. Até então, a assinatura era somente anual no valor de US$ 99.

O “Amazon Instant Video”, desde o seu lançamento, fazia parte do Amazon Prime, uma assinatura que também oferecia frete grátis e ainda entrega relâmpago em compras realizadas dentro de alguns países.

Amazon pretende conquistar ainda mais usuários através do seu plano mensal de assinaturas.
Amazon pretende conquistar ainda mais usuários através do seu plano mensal de assinaturas.

Leia em destaque: O que é o Popcorn Time? Saiba como usar o serviço de streaming com VPN.

A partir de agora, os clientes podem escolher apenas pela assinatura exclusiva da plataforma de vídeo sob demanda, por US$ 8,99 mensal. Já o Amazon Prime completo sai por US$ 10,99.

As mudanças, sobretudo, são uma forma de manter a concorrência com outros serviços de streaming, como o Netflix e o Hulu. Eles trabalham com o sistema de pagamento mensal, o que é muito bom para quem prefere pagar deste modo, não querendo desembolsar todo o valor de uma única vez.

Netflix está presente em quase todos os países do mundo.
Netflix está presente em quase todos os países do mundo.

A Amazon, para conquistar ainda mais público, tem investido pesado em programas originais como Mozart in the Jungle, The Man in the High Castle e Transparent, que até renderam prêmios importantes. A companhia também fechou acordos com alguns programas bastante conhecidos como Downton Abbey e Doctor Who.

O que falta agora para a Amazon é disponibilizar o seu serviço em outros países. A Netflix, por exemplo, já está presente em todos os países do mundo, menos na China e Coréia do Norte.

Comentários
Carregar comentários
  • NEWSLETTER

    As novidades de tech no seu
    e-mail, inscreva-se grátis ;)