Oficina da Net Logo

Zika Vírus no alvo do Facebook

A campanha, intitulada como #saizika, conta com vídeos educacionais que serão veiculados nas páginas do Facebook e também da Abrasco na rede social.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

A dengue, há alguns anos, é um problema sério no Brasil. Por mais que a população seja alertada sobre a conduta adequada para sanar o problema, mais e mais casos somam Brasil a fora. Nos últimos meses, outros problemas relacionados ao mosquito Aedes aegypti também foram detectados além da dengue, como a chikungunya.

Na segunda-feira (18), a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) lançou uma iniciativa para ajudar no combate ao mosquito, que também ficou conhecido por transmitir o zika vírus, que está ligado aos milhares de casos de microcefalia no país.

Zika Vírus no alvo do Facebook

Leia também: Leia em destaque: Como funciona o Hyperloop e como ele vai mudar nossas vidas.

A campanha, intitulada como #saizika, conta com vídeos educacionais que serão veiculados nas páginas do Facebook e também da Abrasco na rede social.

"O Brasil é um dos países com maior incidência do zika vírus no mundo. Como o Facebook tem a missão de tornar o mundo mais aberto e conectado, nós vemos essa campanha como uma forma de levar informações importantes às pessoas e ajudar a colaborar para que a doença não se torne uma epidemia", disse Bruno Magrani, diretor de políticas públicas para o Facebook Brasil.

Em virtude do grande avanço do inseto, quase 200 cidades brasileiras estão em situação de risco. O Ministério da Saúde revelou que são quase 3.500 casos de microcefalia em bebês ligados ao zika vírus, com quatro possíveis óbitos.

“É preciso mudar a estratégia de combate ao mosquito Aedes aegypti, vetor dos vírus da dengue, da chikungunya e do zika. Hoje, nós temos as melhores condições de vida para o mosquito. Temos que conscientizar as pessoas para que ajudem a erradicar os criadouros do mosquito", comentou Gastão Wagner de Sousa Campos, presidente da Abrasco.

Acompanhe o vídeo através do link www.facebook.com

MAIS SOBRE: #facebook  #redesocial  #dengue
Comentários
Carregar comentários