Google utiliza inteligência artificial para realizar buscas complexas

O RanBrain é capaz de interpretar formas diferentes com as quais as pesquisas são escritas, bem como empregar níveis de aprendizado para poder entender de que forma as buscas são realizadas, e com isso reduzir o índice de termos e combinações que o mecanismo de pesquisa nunca tinha tido acesso.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Quando pensamos em pesquisa o que vem à mente? Claro que o Google. Nós imaginamos que o Google sabe tudo, que sempre encontra uma resposta, não é verdade? Porém, saiba que não é bem assim. Conforme a companhia, 15% de todas as buscas realizadas são elaboradas por combinações de termos, palavras e expressões que o motor de buscas nunca tinha tido acesso.

Para que o usuário obtenha uma boa resposta para o que busca, o Google possui uma nova tecnologia, ou seja, uma inteligência artificial conhecida como RankBrain. O sistema começou a ser usado há alguns meses, e vem gerando bons resultados ao Google.

Google utiliza inteligência artificial para realizar buscas complexas

Leia também:

O bom desempenho fez com que o RankBrain se tornasse o terceiro “sinal” mais importante para a plataforma. De acordo com o Google, em testes realizados internamente, o sistema de inteligência artificial foi responsável por gerar resultados mais exatos até mesmo dos engenheiros de busca da empresa.

O fato se deve de que o RanBrain é capaz de interpretar formas diferentes com as quais as pesquisas são escritas, bem como empregar níveis de aprendizado para poder entender de que forma as buscas são realizadas, e com isso reduzir o índice de termos e combinações que o mecanismo de pesquisa nunca tinha tido acesso.

O BankBrain é o único sistema que pode aprender de tal modo, já os outros são baseados no histórico de buscas dos usuários, termos evidenciados, bem como conteúdo publicado em quantidade suficiente para ficar relevante.

O Facebook adota um sistema semelhante ao Google para reconhecer o melhor modo de apresentar o feed de notícias aos usuários. A Microsoft, por sua vez, usa mecânicas semelhantes no Bing. 

Mais sobre: google facebook buscas
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo