Saiba como evitar prejuízos na hora de comprar o seu smartphone ou acessório

Evite problemas na hora de comprar o seu smartphone ou acessórios.

Saiba como evitar prejuízos na hora de comprar o seu smartphone ou acessório

Atualmente o mercado de tecnologia possui produtos para todos os gostos. No segmento de smartphone não é diferente já que é possível ver boas ofertas, porém, é preciso ficar esperto para não entrar em furadas, por isto, veja algumas dicas para os consumidores fazerem a melhor escolha. 

Acessórios falsificados ou sem certificação


Reprodução

No mercado é possível encontrar diversos cabos USB, fones de ouvido, ou outros acessórios, porém, a maioria pode vir com problemas. Alguns usuários acabam optando por comprar acessórios alternativos, para fugir dos altos preços, mas o certo é ficar atento.

Hoje é comum ver alguns casos de telefones incendiados e até mesmo com partes danificadas, devido ao uso de itens duvidosos. Veja casos com Samsung aqui e neste também, Apple aqui e neste outro também.

Como escolher

Para aqueles que ainda insistem em utilizar estes itens devido ao preço acessível é importante observar alguns detalhes, como se a voltagem é a mesma do celular ou então saber a origem do fio, como fabricante e se tem teste ou certificação de órgãos conhecidos. Outro detalhe é observar o local de compra, pois o correto é dar preferência para lojas do ramo, ao invés de vendedores ambulantes, além disso, exija sempre a nota fiscal.

Estas dicas também são válidas para os fones de ouvido, dock station, cabos HDMI, adaptadores ou qualquer outro acessório, já que a maioria das vezes o barato pode sair muito caro, já que isto pode fazer perder o aparelho ou trazer prejuízos materiais ou para a saúde.

iPhone antigo

O iPhone continua sendo desejado por muitos, porém, o telefone ainda é inacessível para muitos devido ao seu preço, portanto, alguns usuários acabam optando por versões mais antigas do smartphone da Apple. Mas antes de escolher é preciso ficar atento a qual dos modelos ainda recebem atualização do iOS.

A Apple possui o padrão de atualizar o iPhone três anos após o seu lançamento, com isto, os modelos antigos não recebem a versão mais nova, portanto, o ideal é comprar as versões que estão no prazo. Como exemplo a nova versão do iOS 9 só está disponível para o iPhone 4S e modelos mais recentes, enquanto o  iPhone 4 mesmo tendo menor preço, não irá receber.


Foto: Divulgação/Apple

Já o  iPhone 3GS ou modelos anteriores o ideal é evitar, pois estes não receberam nem o  iOS 7,  que disponibilizou diversas mudanças e funcionalidades ao aparelho. Outro detalhe é que modelos desatualizados possuem uma menor disponibilidade de aplicativos e jogos, assim como o lançamento de atualizações importantes na App Store.

Aparelhos que receberam atualização do sistema (iOS 9):

iPads

  • iPad 2;
  • iPad 3ª Geração;
  • iPad 4ª Geração;
  • iPad Air;
  • iPad Air 2;
  • iPad Mini.

iPhones

  • iPhone 4S;
  • iPhone 5;
  • iPhone 5C;
  • iPhone 5S;
  • iPhone 6;
  • iPhone 6 Plus;
  • iPod Touch de 5ª Geração.

Android

Hoje o mercado ainda possui telefones com Android que utilizam o Android 2.3 (Gingerbread). O Android 2.3 (Gingerbread) é uma das versões mais populares do Google e a maioria dos smartphones mais antiogos utilizou este sistema até perder espaço para Jelly Bean e posteriormente o Kitkat. Em todo caso é possível encontrar o Gingerbread em alguns aparelhos de entrada devido ao preço chamativo, mas escolher por este tipo de telefone pode garantir diversas desvantagens.

Bem como nas versões antigas do iOS, o Android 2.3 deixa de receber os lançamentos e também atualizações de jogos e aplicativos. Outra questão importante é a vulnerabilidade do sistema, pois as novas versões tem como foco a segurança, enquanto as versões anteriores não recebem correções de segurança, com isto acaba tornando algo fácil ação para vírus e outros malwares.


Foto: Divulgação/Samsung

Na hora de comprar o seu smartphone, procure evitar aparelhos com a versão 2.3, mesmo que eles sejam muito baratos, o ideal é ver outras opções que possuam um preço acessível, mas que também possua um Android mais recente. No mercado é possível encontrar modelos com a versão 4.4 Kitkat, com bons preços e configurações razoáveis, como o Moto E, os LGs L30, L20, entre outros. 

Windows Phone 7

Outra versão que não deve ser escolhida é os aparelhos com Windows Phone 7, já que o seu suporte base será encerrado, já que o sistema parou na versão 7.8 e não deve receber atualizações, com isto ele irá ficar obsoleto em pouco tempo.


Reprodução

A grande desvantagem do Windows Phone 7 é que além de um sistema sem atualizações a loja de aplicativos não tem tantas novidades como as outras. Mesmo que ofereça bons dispositivos como Samsung Omnia W, Lumia 710, Lumia 800 e Lumia 900, estas versões não irão receber a nova melhoria e oferecerá apenas o básico para o usuário. Para quem é adepto ao sistema da Microsoft, a alternativa é optar pelas versões com sistema 8 e 8.1  da Microsoft. Os modelos Lumia 520 e o Lumia 630, além de receberam atualizações eles possuem um preço bastante atrativo.

Xing-lings

Os smartphones Xing-lings são versões asiáticas, porém, a maioria tem sua origem duvidosa, já que são produzidos por empresas desconhecidas e que não estão oficialmente no Brasil. Um exemplo são os modelos como MP15 ou 20 que possuem design perecido com os das grandes fabricantes e especificações milagrosas, mas que na verdade não oferecem nem uma câmera de qualidade muito menos uma boa configuração.


Reprodução

Geralmente os acessórios destes modelos não apresentam fabricação garantida e ainda não possui os testes e a segurança adequada. Para entender, existem diversos casos de modelos que queimaram ou tiveram mau funcionamento em pouco tempo de uso. Outra questão é que em breve os xing-lings devem ser bloqueados pela Anatel pois eles não possuem homologação no Brasil e não são produzidos por empresas confiáveis.

Para conseguir vender, diversas empresas destes aparelhos fabricam personalizações similares ao Android, iOS e Windows Phone, mas na verdade nenhum deles possui acesso às lojas dos três sistemas e muito menos uma variedade de aplicativos. Diante disso, o recomendado é comprar os modelos que possuem marcas conhecidas e investir um pouco mais.

Dispositivos sem garantia ou que são internacionais

Infelizmente o Brasil é o país que mais paga caro na hora de comprar o smartphone, além de tablets e outros eletrônicos. Para ficar livre disto muitas pessoas acabam importando iPhones, Galaxys ou outros aparelhos para conseguir um preço mais acessível, porém, é preciso lembrar que estes produtos não possuem suporte ou assistência técnica.


Reprodução

Portanto, antes de comprar um smartphone em outro país veja se o fabricante possui garantia de cobertura internacional. Se não tiver imagine se será possível enviar o seu aparelho em caso de defeito ou mau funcionamento, pois comprar algo sem garantia no Brasil pode acabar sendo pior se o dispositivo precisar de reparos e assistência técnica.

Bom, com tantas dicas é mais fácil evitar estes problemas, mas você leitor já passou por alguns destas furadas? Conte nos comentários ou deixe sua dica.

Este artigo foi produzido pelo blog Dicas para Smartphones.

5 Fones Bluetooth, qual comprar?

Conteúdo relacionado

O melhor intermediário para importar? OnePlus Nord 2 5G Review
Celulares

O melhor intermediário para importar? OnePlus Nord 2 5G Review

Já pensou em comprar um celular intermediário top, com tela boa, câmera de 50MP da Sony e preço competitivo? É o Oneplus Nord 2

Xiaomi alcança percentual histórico em setembro; as 10 maiores fabricantes de celulares do Brasil
Celulares

Xiaomi alcança percentual histórico em setembro; as 10 maiores fabricantes de celulares do Brasil

Conhece o ditado popular “de grão em grão a galinha enche o papo”? A Xiaomi mostra exatamente o que é isso e, em setembro de 2021, registrou o seu maior percentual de vendas no Brasil. Confira!

Procon-SP notifica Apple e Samsung por causa de celulares sem carregador
Celulares

Procon-SP notifica Apple e Samsung por causa de celulares sem carregador

Anunciados recentemente no Brasil, os dobráveis Galaxy Z Fold 3 e Z Flip 3 da Samsung e a linha iPhone 13 da Apple chamaram a atenção do Procon-SP por estarem sendo vendidos sem carregador na caixa.