Inpe anuncia serviço que prevê raios com um dia de antecedência

“A região tropical é a mais quente do planeta e favorece a formação de tempestades e raios. O Brasil, por ser o maior país tropical do mundo, lidera o ranking”, explicou o coordenador do Elat, Osmar Pinto Júnior.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

Como sabemos, o Brasil é o país com maior incidência de raios no mundo. Por ano, a média de descargas elétricas é de 50 milhões. Grande parte das descargas ocorre no verão. Infelizmente, muitas pessoas ainda morrem ao serem atingidas por raios. Em média, 110 brasileiros perdem a vida todos os anos, e 500 ficam feridas ao serem atingidas por descargas elétricas.

Nesta sexta-feira (4), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos (SP) lançou uma ferramenta que pode antecipar a informação sobre as descargas elétricas em todo o país, assim sendo, o sistema irá sinalizar com antecedência de 24 horas as regiões em que serão atingidas por raios.

Inpe anuncia serviço que prevê raios com um dia  de antecedência

Leia também:

O Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) foi o responsável por desenvolver a ferramenta, que teve duração de cinco anos. No próximo ano o serviço deverá estar disponível no site do Instituto, como já acontece com a previsão do tempo.

“A região tropical é a mais quente do planeta e favorece a formação de tempestades e raios. O Brasil, por ser o maior país tropical do mundo, lidera o ranking”, explicou o coordenador do Elat, Osmar Pinto Júnior.    

Conforme o coordenador do Elat, Osmar Pinto Júnior, o sistema tem como objetivo indicar as regiões que mais apresentam potenciais de descargas elétricas. Assim, o mapa, através de cores, mostrará quais locais tem mais probabilidade de serem atingidos por raios.

O nível de acerto é de 85% em uma área de 10 quilômetros. "Esse índice de 85% é muito bom, mas pode ser melhor. Para isso, vamos precisar de alguns anos", disse.

O programa pode prever em que locais ocorrerão mais raios levando em consideração a direção do vento, umidade, temperatura e concentração de gelo na atmosfera. As cores apontadas no mapa funcionam como um alerta para a incidência de raios.

Mais sobre: brasil, rios, tecnologia
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários