Tim Cook vai à China para resolver assuntos pendentes com empresas locais

Segundo a agência de notícias Reuters, a Apple está em tratativas avançadas com o Alibaba e bancos chineses para o lançamento do sistema de pagamentos móveis da empresa no país.

Por | @oficinadanet Tecnologia

A confirmação veio através de uma entrevista concedida nesta terça-feira, pelo CEO da Apple, Tim Cook, à agência de notícias Xinhua: "Gostaríamos muito de colocar a Apple Pay na China; estou muito otimista com o serviço por aqui". Em outubro do ano passado, o chairman executivo do Alibaba, Jack Ma, declarou que o gigante chinês de comércio estava aberto para trabalhar com a Apple no Apple Pay, mas vale ressaltar que o Alipay, subsidiária do Alibaba, é o maior serviço de pagamento da China, o que poderá dificultar um pouco as tratativas de parceria.

Além de tratar deste negócio, Tim Cook também está resolvendo outros compromissos em território chinês, o CEO da Apple vai tratar sobre o financiamento por parte da empresa da maçã em um projeto de administração de 404.805 hectares de florestas em todo o território chinês. Segundo informações do Bloomberg, a Apple financiará um projeto de cinco anos, projeto este que será administrado por uma organização internacional sem fins lucrativos, para o plantio de árvores e a implementação de padrões ambientais que utilizam menos terras e água, gerando assim menos poluição na fabricação de papel.

Tim Cook vai à China para resolver assuntos pendentes com empresas locais

Mas não é só neste projeto ambiental que a Apple se vê envolvida em território chinês, a companhia nomeou mais parceiros chineses em outro projeto que procura gerar 40 megawatts usando a energia solar. Entre os parceiros nomeados estão as seguintes empresas: Leshan Electric Power Co. e a SunPower Corp. Com este projeto, a Apple pretende expandir seus estudos de energia renovável para fábricas na China.

Em seu primeiro comunicado publicado no microblog chinês Weibo, Cook destacou o seguinte: "Isso não acontecerá da noite para o dia, acredito que demorará anos, mas é um trabalho importante que precisa ser feito e a Apple está em uma posição única para tomar a iniciativa rumo a esta meta ambiciosa, uma vez que aceitamos esta responsabilidade".

Tim Cook vai à China para resolver assuntos pendentes com empresas locais

Logo em sua chegada à Pequim, o CEO da Apple destacou em sua conta, que já possui mais de 216 mil seguidores, gerando mais de 23 mil comentários, que: "Estou feliz por estar de volta a essa terra, onde poderemos anunciar programas ambientais inovadores". A chegada de Tim Cook à Pequim foi confirmada pela porta-voz Kitty Potter.

Com informações do Reuters

Mais sobre: Tim Cook Apple China
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter