O QUE HÁ DE NOVO

PlayStation 4 ou Xbox One, qual vale mais a pena?

Grasiel Felipe Grasel por Grasiel Felipe Grasel Games

Com a chegada da nova geração de consoles, a dúvida mais cruel que um gamer pode enfrentar é a da escolha de um deles, pois, provavelmente o orçamento não é o suficiente para cobrir a compra de ambos os videogames, ainda mais se ele pretende compra-los aqui no Brasil. Para ajudar você, leitor e aficionado do mundo dos games, organizamos essa matéria onde vamos dar a nossa opinião quanto ao console que vale mais a pena ser comprado.

Tanto o PlayStation 4 quanto o Xbox One são excelentes consoles, cumprem boa parte do que prometeram desde que foram anunciados, provam que a qualidade gráfica está indiscutivelmente superior em relação a geração passada e ambos já têm uma biblioteca de games com títulos excelentes, essas são as prováveis causas da sua chegada a este artigo, por isso, vamos focar nas diferenças entre os concorrentes para chegarmos a um veredito.

Exclusivos

Não há dúvidas de que o maior problema da nova geração são os jogos exclusivos, afinal, logo estaremos completando dois anos de mercado e sequer temos cinco títulos de cada console, pouquíssimos foram anunciados e uma quantidade menor ainda chegará este ano ao mercado.

Como bem sabemos, um dos aspectos principais (se não for o principal) na hora de escolher um videogame são os seus jogos exclusivos, afinal, eles são a principal diferença entre cada plataforma e tem a maior influência sobre a compra de seus jogadores que, no momento, estão completamente indecisos devido à esmagadora maioria dos games estar presente tanto no Xbox One quanto no PlayStation 4.

No Xbox One, o único exclusivo que realmente chama a atenção e já foi lançado até o momento é Sunset Overdrive, franquias famosas como Gears of War sequer tiveram um título anunciado para o console. Os únicos jogos que chamaram nossa atenção ao menos em seus trailers são Scalebound, Halo 5: Guardians, Quantum Brake e Phantom Dust, que nem ao menos têm uma data de lançamento.

No PlayStation 4 a situação não é muito diferente, exclusivos como inFamous: Second Son, Bloodborne e The Order: 1886 são os principais responsáveis pelo sucesso da plataforma, que ainda tem outros poucos títulos promissores anunciados, como Uncharted 4: A Thief’s End e Let it Die.

Títulos de franquias famosas deveriam acompanhar suas plataformas desde o lançamento, assim como a Sony tentou fazer com inFamous: Second Son, que foi muito bem recebido e recebeu muitos elogios, diferentemente de Killzone: Shadow Fall, que recebeu algumas críticas negativas. Gostaríamos de poder oferecer algum comentário semelhante ao do PS4 para a plataforma da Microsoft, no entanto, o XOne não apresentou um único título de uma de suas aclamadas sagas em seu lançamento além da remasterização da série Halo.

Controle

Se você é um gamer hardcore que gosta de passar várias horas em frente ao seu videogame, sabe que um controle confortável tem grande influência quando você for escolher um console, por isso, uma pegada ergonômica e botões suaves farão toda a diferença.

Na nova geração, ergonomia não é um problema, afinal, o design dos controles do PlayStation 4 e do Xbox One são praticamente iguais nas partes onde as mãos do jogador são acomodadas, no entanto, algumas pequenas diferenças podem ser decisivas quando estivermos escolhendo o melhor.

O controle do PlayStation 4, o Dualshock 4, foi quem trouxe mais novidades visíveis ao usuário, o touchpad na parte superior que permite uma maior interação com alguns jogos exclusivos, o indicador luminoso na traseira, o design mais "gordinho" e o material emborrachado de sua traseira que permite uma pegada mais segura tornaram o clássico controle ainda melhor. A resposta dos botões, triggers e analógicos continua perfeita, o único ponto um pouco desagradável é o peso do controle, que acabou aumentando devido as novidades.

O Xbox One também investiu em um novo design para o seu controle, que acabou ficando mais bonito que o de seu concorrente, sem contar na melhoria indiscutível dos botões e triggers, que agora têm resposta mecânica para acompanhar a ação dos games, sem esquecer do d-pad, finalmente melhorado e indiscutivelmente mais agradável. No entanto, as pilhas ainda estão presentes, os botões LB e RB não são tão bem posicionados quanto seu antecessor.

Por incrível que pareça, mesmo sendo menor, o controle do XOne é mais pesado do que o Dualshock 4, 280 gr em comparação com as 209 gr do controle do PS4, como um controle menor e com menos recursos pode ser mais pesado? Essa resposta só a Microsoft e a Sony sabem.

Periféricos

Os principais objetivos dos periféricos de um videogame são aumentar a vida útil do mesmo e expandir o seu alcance a públicos que tenham gostos diferentes dos gamers clássicos e desde a última geração o investimento está sendo principalmente aplicado a tecnologias de captura de movimentos.

Leia também: Como funciona o Kinect?

Não há dúvidas de que o Kinect do Xbox é o melhor periférico que já tivemos, no Xbox 360 ele superou a qualidade de seus concorrentes e mostrou que captura de movimentos é com ele mesmo. No Xbox One não foi diferente, o novo Kinect mostra-se muito superior ao PlayStation Move, da Sony, que mal pode ser comparado ao periférico da geração passada da Microsoft. Outro problema para ambas as plataformas é a escassez de jogos para tais equipamentos, que geralmente acabam caindo no esquecimento pelas desenvolvedoras.

A novidade para a nova geração parece ser a realidade virtual, que já teve um headset com a tecnologia anunciado para o PlayStation 4, o Project Morpheus, e promete ser tão bom quanto o Oculus Rift, da Oculus VR. Como ainda não temos informações muito precisas sobre o equipamento, não sabemos como ele realmente vai funcionar.

A Microsoft também diz existir a probabilidade de implantarem o seu mais novo projeto de projeção holográfica no Xbox One, o Microsoft Hololens, que se parece muito com um headset de realidade virtual, mas, em vez de reproduzir imagens, ele reproduzirá hologramas, que podem tornar a experiência do usuário ainda mais imersiva.

Hardware

Como falar sobre hardware e fazer comparações ao mesmo tempo é um tanto quanto difícil, vamos simplificar nosso trabalho e o seu entendimento utilizando a imagem abaixo para especificarmos cada aspecto principal do hardware dos consoles.

Como podemos ver, o hardware do PlayStation 4 é um pouco superior ao do Xbox One, no entanto, essa superioridade não é tão perceptível nos games, o desempenho de ambos os consoles é excelente e os gráficos são praticamente os mesmos. É provável que só iremos ver uma verdadeira diferença quando o hardware das plataformas ser melhor explorado pelas desenvolvedoras, que tentarão otimizar seus jogos o máximo possível quando tiverem acostumados com a programação da nova geração.

Média de preço

Como bem sabemos, o preço dos consoles é o maior problema em nosso país, o que acaba afastando muitos consumidores e desvalorizando um mercado que poderia ser um dos melhores do mundo.

Em 2013, na época de lançamento das plataformas, o PlayStation 4 custava inacreditáveis R$4.000,00, um valor tão alto que garantiu ao nosso país o título de lugar mais caro do mundo para comprar o videogame da Sony, ou seja, só um maluco gastaria tanto dinheiro em um console, no entanto, a repercussão deste absurdo acabou fazendo com que este valor caísse com o tempo.

Hoje um PlayStation 4 custa em média R$1.700,00, um valor que ainda é alto se comparado ao de outros países, o mesmo vale para o Xbox One, que está sendo vendido a um valor médio de R$1.500,00. Jogos recém lançados estão custando em média R$200,00, um valor ainda muito alto e que diminui ainda mais os benefícios de ter um console da nova geração, no entanto, escolher qual console vale mais a pena, mesmo que as diferenças sejam mínimas, pode ser crucial se você não tiver o melhor dos orçamentos.

Veredito

Com uma variação de preço não tão alta em relação ao seu concorrente, um hardware melhor, um maior número de exclusivos já lançados e anunciados, um controle leve e igualmente ergonômico - que não precisa de pilhas rsrs -, nosso escolhido como console com o melhor custo/benefício é o PlayStation 4!

Embora o Xbox One não seja uma má escolha, acreditamos que ainda existam mais benefícios no console da Sony, principalmente se você for um gamer que se preocupa muito mais em gastar com um aparelho que só será utilizado para jogos. Ambas as plataformas trouxeram novidades para a nova geração e acreditamos que muitas mais estão por vir, não só em periféricos e outras tecnologias, mas também em novos jogos das franquias que tanto amamos.

Se você discorda da nossa escolha, deixe o seu comentário abaixo nos explicando por que o Xbox One é melhor que o PlayStaion 4, queremos saber a sua opinião!

Recomendado
Assuntos Playstation4, XboxOne, Sony, Microsoft e grasielfelipegrasel
Siga nas redes
Encontrou algum erro no texto?

Entre em contato com o autor e nos ajude a melhorar a qualidade dos posts cada vez mais!

AVISAR
O QUE LER EM SEGUIDA
Comentários
Últimas publicaçõesver tudo
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.