Menos de 1% dos smartphones com Android possuem apps maliciosos

Relatório de segurança virtual divulgado pelo Google indica que o sistema operacional Android foi pouco visitado por aplicativos maliciosos e recomenda que seus usuários, toda vez que baixarem um app para seus aparelhos, o façam através da Play Store.

Por | @oficinadanet Tecnologia

De acordo com relatório Google, divulgado hoje, menos de 1% dos aparelhos equipados com o sistema operacional Android possuíram ao longo do ano passado algum tipo de aplicativo malicioso. Esse número é menor ainda se forem analisados apenas os aplicativos que foram instalados a partir da loja virtual do Google, a Google Play Store. Para o relatório, foram detectados apenas 0,15% dos aplicativos.

O relatório divulgado hoje pelo maior site de buscas do mundo ainda nos mostra que a instalação de apps perigosos caiu muito em 2014, sendo que entre o primeiro e o quarto trimestre, a queda atingiu 50%.

Depois da equipe do Android realizar essa varredura, mais de 25 mil aplicativos foram atualizados na Google Play.

Menos de 1% dos smartphones com Android possuem apps maliciosos

Leia também:

No relatório de segurança virtual, a equipe do Android descreveu o seguinte: "No último ano, o Android obteve um grande progressos em tecnologia de segurança da plataforma, como a expansão do uso de hardware, criptografia protegida, possibilidade de programar criptografia completa de disco e a melhoria na proteção do aplicativo sandbox Android com um sistema de controle de acesso obrigatório, baseado no SELinux".

Em relação a esses números, o Google atribui à baixa quantidade de ameaças virtuais nos dispositivos Android a dois recursos de segurança do sistema: a Safety Net e a verificação de aplicativos.

Mas o Google ainda alerta seus usuários, aonde recomenda que os proprietários de dispositivos Android instalem somente aplicativos a partir da Play Store, caso não seja possível, que então procurem site confiáveis, como a Amazon Appstore, companhia essa que o Google não menciona em seu relatório.

Mais sobre: Tecnologia, Android, Google
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários