Facebook pretende integrar serviços com a Internet das coisas

No futuro, objetos estarão cada vez mais conectados à web.

Por | @oficinadanet Tecnologia

O termo "Internet das coisas" vem amplamente sendo usado no meio tecnológico. Apesar de parecer um mundo bastante distante para algumas pessoas, no dia a dia já é possível acompanhar vários objetos que estão conectados. O Facebook, por sua vez, não pretende ficar de fora do novo padrão e já apresentou suas ideias.

Na quarta-feira (25), a companhia de Mark Zuckerberg apresentou um kit de desenvolvimento para o suporte de aparelhos domésticos que podem ser conectados à internet, como refrigeradores e também portas inteligentes.

A revelação aconteceu durante a F8, conferência anual para desenvolvedores. O kit inclui suporte para todos os tipos de aparelhos conectados à internet. Além disso, deve usar a estrutura do Parse, que já é usada pela rede social para o desenvolvimento de aplicativos em ambiente móvel. O fundador e CEO do Parse, Ilya Sukhar, disse que a empresa oferecerá SDKs para desenvolvedores explorarem todas as possibilidades com a plataforma.

Facebook pretende integrar serviços com a Internet das coisas

Leia também:

"No Parse, nossa paixão é facilitar as experiências dos desenvolvedores numa plataforma -  incluindo sistemas que vão além do móvel. Destas plataformas, uma das mais empolgantes é a Internet das Coisas. Acreditamos que ligar mais dispositivos de hardware com a nuvem tem o potencial de mudar o mundo para melhor. Já estamos presenciando gadgets que agregam um enorme valor à vida das pessoas, a partir de dispositivos vestíveis que ajudam a dormir melhor e monitores de insulina que auxiliam pessoas com diabetes", diz o anúncio no blog da companhia.

Muitas empresas interessadas na Internet das Coisas já fazem uso do Parse. "A Chamberlain fabrica uma linha de portas de garagem inteligentes que interage com nosso REST API; a Milestone Sports produz o rastreador vestível de corridas Milestone Pod; e a Roost faz baterias inteligentes com detectores de fumaça. A partir dessas conversas, decidimos dar um passo adiante", comenta.

O anúncio do Facebook só reforça que a Internet das Coisas estará cada vez mais presente no nosso cotidiano, e que grandes empresas estão focadas nesse objetivo.

Fonte: The Verge

Mais sobre: facebook internetdascoisas parse
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar