Maioria dos usuários do Android ficarão vulnerávies a ataques

Quinta-Feira, 15 de janeiro; segundo informações, o maior site de buscas do mundo e proprietário do sistema operacional mais usado em dispositivos móveis, decidiu nesta semana que não irá mais atualizar uma das mais importantes ferramentas do Android, o WebView.

Por | @oficinadanet Segurança digital

A medida afetará as versões de Android inferior à versão 4.3 (Jelly Bean), o que deixará vulnerável mais de 90% de usuários deste sistema operacional. O WebView é uma ferramenta muito importante para o Android, pois ela permite que sejam apresentadas páginas da web em um aplicativo sem a necessidade de abrir outro app diferente, sendo essa ferramenta muito utilizada por inúmeros desenvolvedores e redes de publicidade.

Além desta “função” a ferramenta em destaque é um importante protetor de ataques ao Android, semelhante ao Internet Explorer para o sistema operacional Windows. De acordo com o especialista da Rapid7, Tod Bearsley, não foi uma ou duas vezes que foram encontradas vulnerabilidades no WebView.

O WebView também interage com várias partes do sistema operacional, permitindo o bloqueio em funcionalidades nativas do celular.

A informação de que o Google não irá mais atualizar o sistema foi após uma resposta que a equipe de segurança do Android respondeu sobre a falha no navegador padrão do Android, que utiliza o WebView, onde após o questionamento a empresa informou que se a versão atingida do sistema fosse inferior a 4.4 do Android, quem a encontrou, teria que solucioná-lo para que o Google liberasse a atualização necessária.

Vale salientar que a partir da versão 5.0 do Android, a ferramenta em questão foi separada do núcleo do sistema, uma vez que agora é atualizada de forma mais simples, sendo essa realizada através do Google Play, diferentemente do que acontecia com as versões inferiores, que tinha que atualizar o sistema operacional todo.

De acordo com dados recentes, cerca de 99,9% dos usuários de Android, ainda estão usando versões antigas e assim serão atingido por essa decisão da empresa.

Mais sobre: Android Google Sistema Operacional
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo