História do Napster

O precursor do compartilhamento de dados.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

O Napster foi desenvolvido por Shawn Fanning e por Sean Parker em 1999. O programa de compartilhamento de arquivos, após o grande sucesso,  foi protagonista do primeiro grande episódio envolvendo a indústria fonográfica e as redes de compartilhamento de músicas na internet.

Através do Napster os usuários podiam compartilhar arquivos no formato MP3, principalmente. O serviço disponibilizava o download de um determinado arquivo através do computador de um ou mais usuários de modo centralizado, sendo que cada computador estivesse conectado à sua rede e desempenhava tanto a função de servidor quanto a de cliente. Iniciava-se o novo modo de baixar músicas.

Início

A primeira versão do Napster foi lançada em 1999. Os fundadores  do serviço queriam facilitar o meio de obter músicas no formato MP3 através da web. O que parece muito simples hoje em dia, naquela época não era. Shawn Fanning, diante da necessidade e o objetivo de conseguir tal feito, teve a ideia de compartilhar as suas coleções de músicas e ainda baixar novos arquivos MP3 através dos computadores de outras pessoas.

A empresa Napster surgiu em 2000, ano em que o serviço ganhou mais notoriedade. A cada mês novas versões surgiam e juntamente, o número de usuários aumentava consideravelmente. O serviço atingiu o seu auge em janeiro de 2001, quando atingiu 8 milhões de usuários. Na época, cerca de 20 milhões de músicas eram trocadas diariamente.

Após o sucesso, em março de 2001, o serviço acabou sendo fechado. O Napster acabou sendo processado por várias companhias da indústria fonográfica, que o acusaram de promover a pirataria e ainda possibilitar a troca de arquivos de áudio que eram protegidos por direito autoral.

Após ser oficialmente fechado, o Napster acabou sendo comprado em 2002 pelo grupo Roxio, fabricante de softwares para gravação de CD e DVD, pelo valor de US$ 5,2 milhões.  A partir de então, o novo Napster passou a vender músicas aos usuários.

Após ter enfrentando todos esses problemas judiciais, atualmente o Napster vende arquivos de música digital obedecendo todos os direitos autorais.

Filme

O filme “Downloaded” conta a história do serviço de compartilhamento de música digital Napster. O filme retrata vários momentos, do início, quando os fundadores da companhia, Sean Parker e Shawn Fanning ainda sonhavam com o futuro, quando as pessoas poderiam ouvir música através de vários aparelhos, até o final, com o fim do serviço.

Parker e Fanning, moradores de Virgínia e Massachusetts, respectivamente, se conheceram através de uma sala de bate papo na internet, nos anos 90. Ainda jovens, com 17 e 18 anos, resolveram se mudar para a Califórnia para criar o Napster.

No entanto, com o sucesso estrondoso também veio os processos judiciais por conta da acusação de compartilhamento ilegal de músicas. O Napster chega ao fim em 2001.

Apesar do serviço ter chegado ao fim, Sean Parker levou suas noções de comunidade e também de streaming de música para os seus trabalhos posteriores, como no início do Facebook e também no lançamento do Spotify. Confira abaixo o trailer:

E você, chegou a usar o Napster? Acredita nos direitos autorais em tempos de internet livre? Conte-nos aqui nos comentários.

Mais compartilhados
Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar