Samsung passa por reestruturação e mantém seu chefe da divisão mobile

Herdeiro da Samsung Gruop, salva a cabeça de J.K Shin e outros comandantes, mesmo com um ano fraco para a companhia em 2014.

Por | @oficinadanet Negócios

Terça-Feira, 02 de dezembro; especulações dava conta de que o chefe da divisão de aparelhos móveis da Samsung, J.K.Shin e outros subcomandantes poderiam ser demitidos em decorrência do fraco desempenho em 2014, mas esses boatos foram desmentidos pela própria companhia.

Quem desmentiu essa especulação foi o próprio herdeiro da Samsung Gruop, Jay Y. Lee, que assumiu o comando da empresa após indicação de seu pai, Lee Kun-hee, que sofreu um infarto em maio deste ano, assim sendo, o futuro da companhia segue incerto.

No entanto os colaboradores da empresa sul-coreana continuam ansiosos pela reorganização anual; isso após um ano com um desempenho abaixo do esperado no setor de smartphones e também em um ano onde a Samsung atingiu os seus piores resultados, com muitos desses colaboradores, temendo por seus próprios empregos.

Samsung passa por reestruturação e mantém seu chefe da divisão mobile
Co-presidente-executivo da Sasmung, J.K. Shin.

Mesmo com o enfraquecimento nas vendas de smartphones, o homem indicado por Lee Kun-hee segue a frente da divisão de aparelhos móveis da Samsung Electronics. Além do co-presidente-executivo, J.K.Shin outros nomes fortes da companhia permanecem em seus cargos, entre eles o chefe de negócio de semicondutores, Kwon Oh-hyun e o chefe de eletrônicos para consumidores, Yoo Boo-Keun.

Mesmo com o futuro comando da empresa incerta, analista apontam que Jay Y. Lee, futuro sucessor e filho único do patriarca decidiu por manter os subcomandantes de seus pais em seus devidos lugares e empregos, para assegurar a estabilidade e assim consolidar sua própria posição.

Em nota, o chefe da empresa de pesquisa local Chaebul.com, Chung Sun-sup, disse que: “Com a Samsung passando por grandes mudanças em meio ao processo de sucessão, com a venda de afiliadas e a listagem de unidades, seria muito perturbador mudar a liderança”.

Fonte: Reuters.com

Mais sobre: Samsung, Mobile, Gerência
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários