Fornecedora da Samsung é acusada por trabalho infantil

Ativistas dos Estados Unidos, denominados China Labor Watch, denunciaram fornecedora da Samsung de terem em seu quadro de colaboradores, cinco menores entre eles.

Por | @oficinadanet Internet

Nesta quinta-feira, 10 de julho, a Samsung Electronics declarou que está investigando uma denúncia de que um de seus fornecedores no sul da China estaria usando trabalho infantil em sua linha de produção. A acusação veio de ativistas norte-americanos denominados “China Labor Watch”, que divulgaram um relatório onde declaram que a Dongguan Shinyang Electronic, uma das fornecedoras da Samsung, seria a responsável por esse ato.

Em comunicado, a Samsung declarou que: “Estamos investigando as mais recentes denúncias e assim que tivermos a certeza do ato em questão declarado, medidas apropriadas de acordo com a nossa política de prevenção de quaisquer casos de trabalho infantil em nossos fornecedores serão tomadas”.

De acordo com o grupo de ativistas, um investigador foi infiltrado na fábrica e apontou que pelo menos cinco crianças estariam trabalhando por lá e com declarações conseguidas por esse investigador disfarçado, essas mesmas crianças estariam trabalhando a mais ou menos seis meses na empresa, com uma carga horária de 11 horas e sem receber horas extras; muitas vezes nem o salário prometido elas recebiam.

Ainda no mesmo comunicado, a empresa sul-coreana se manifestou dizendo que uma auditoria minuciosa na Dongguan Shinyang foi realizada em março do ano passado, além de inspeções de terceiros em agosto de 2013 e em junho deste ano, onde segundo elas, nenhum caso de trabalho infantil foi encontrado durante essas auditorias.

Se realmente essa denuncia for verdadeira, a Samsung corre o sério risco de manchar sua imagem junto a seus consumidores.

Mais sobre: Samsung ativistas trabalho infantil
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar