Amazon registra patente de entrega antecipada

Já pensou em clicar no botão "comprar" e em seguida sua campainha toca? É isso o que a Amazon quer fazer, ou quase isso.

Por | @marciobohrer Tecnologia

Quem dera um serviço de compras pela internet com prazo de entrega curto, não é mesmo? E olha que há empresas que se esforçam em entregar o produto o quanto antes para seu cliente. A Amazon é uma destas empresas, que visa aperfeiçoar todos os dias os métodos de compra e otimizar a entrega dos produtos. Fazendo assim, concretiza-se como uma das mais importantes lojas virtuais do mundo.

O fato é que a empresa acabou de patentear um método de envio de produtos que despacha o item antes mesmo de você realmente efetuar a compra. Trata-se do "transporte de antecipação", um serviço que permite agilizar a entrega dos produtos em tempo reduzido. A iniciativa é clara e excelente, certamente coloca a Amazon um passo a frente das demais.

Amazon registra patente de entrega antecipadapatente registrada pela Amazon" />
Print da patente registrada pela Amazon

Vale lembrar que a companhia comandada por Jeff Bezos já testa uma estrutura de entregas por drones, como você pode acompanhar na notícia relacionada ao lado e também na galeria de fotos abaixo. O sistema de entrega com drones estão apenas em testes, uma eventual efetivação do serviço ocorrerá somente depois de 2015, segundo informações dadas pelo prórpio Bezos.

[galeria]58[/galeria]

Tá, mas como eles sabem que eu quero comprar?

O planejamento da Amazon consiste em analisar compras anteriores e pesquisas relacionadas, lista de desejos e até o tempo que o cursor do mouse fica sobre determinado item pode mostrar quais os reais desejos que você tem em adquirir tal produto.

Amazon registra patente de entrega antecipada
Desenho mostrando a economia de tempo para as entregas

Se um produto que você está "namorando" se encaixa nos outros itens de avaliação, a Amazon emite o produto e manda para sua casa, caso a compra real não seja efetuada, ele simplesmente retorna ao armazém da empresa, sem stresse. A Amazon parece estar afim de correr este risco. Há também a possibilidade do eventual cliente receber um produto sem ter comprado como forma de propagar o novo serviço prestado pela companhia.

O serviço de entregas antecipadas não está funcionando ainda, e não há uma estimativa para que seja iniciado; logicamente que o Brasil deve esperar sentado para receber o serviço. No entanto esta parece ser mais uma aula de logística que a Amazon nos dá.

Com informações do: WSJ, The Verge.

Mais sobre: amazon, produto, compra
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.