Gastar em tecnologia é custo ou investimento para sua empresa?

Em pleno século XXI e com uma ampla gama tecnológica de que as empresas dispõem, há casos em que investimentos nesta área podem se tornar custos, não lhes retornando benefícios.

Por | @oficinadanet Negócios

Muitas empresas se perguntam: Quando que o capital voltado a obtenção de tecnologias passa a ser um investimento e não um custo? No mercado atual, é necessário investir muito em tecnologia? Estas e outras tantas questões não possuem uma resposta fixa e direta, pois devem ser levadas em consideração algumas características destas organizações.

Em meio a tantos avanços tecnológicos, tudo passou a ser dirigido por ela no mundo dos negócios, se tornando primordial sua existência dentro das empresas. A necessidade desta, por sua vez, requer certa adaptação ao ambiente tecnológico, e é esta adaptação que passará a ser um fator decisivo no cumprimento do negócio. Portanto, vivemos na era da acessibilidade, onde informações circulam na rede de forma rápida e incessante, onde quem detiver maior controle sobre ela, possuirá um diferencial competitivo, fator determinante para o sucesso ou fracasso da organização. Gastar em tecnologia é custo ou investimento para sua empresa?

Antes de investir quantias monstruosas em tecnologias a fim de tornar eficientes e rápidas suas ações, a empresa deve analisar uma série de fatores, como em qual tecnologia se necessita investir, quem será o responsável por gerí-la, se trará benefícios, enfim, analisar os prós e contras deste gasto, propriamente dito. Algo indiscutível é a importância e o valor de uma tecnologia em meio a um ambiente organizacional pois, se empregada de forma correta, pode abrir um amplo leque de benefícios, como melhor gestão de informações e integração aos objetivos estratégicos do negócio. Uma boa alternativa no que tange a retorno quase que imediato, são investimentos em tecnologias no ramo da segurança, pois invasões de sistemas empresarias e roubo de informações cadastrais de clientes têm acontecido frequentemente, quase tudo devido a falta de investimentos nesta área.

O que deve ser buscado ao querer implementar alguma nova tecnologia é um ponto de equilíbrio, presente em todos os investimentos de qualquer natureza, com vista a evitar a ocorrência de custos desnecessários. Ter um controle e sempre buscar este equilíbrio como referência é de suma importância para um investimento em tecnologia, pois através dele se tem a relação custo e valor agregado do investimento, isto é, se o valor pago pela tecnologia lhe trará benefícios tantos para cobrir o gasto com a mesma.

Antes de investir na aplicação de qualquer renovação tecnológica, é necessário que a empresa envista em projetos. Uma vez, feito isto, as aplicações podem não mais ser apenas um custo irretornável, e sim se tornar um verdadeiro beneficiário.Gastar em tecnologia é custo ou investimento para sua empresa?

Uma das principais áreas focadas pelas empresas é a de TI (Tecnologia da Informação), onde sua implementação retorna uma série de benefícios à mesma, como possibilidade de redes de interação e fluxo de informações entre diversos setores, valorização dos indivíduos, suas competência e habilidades, além de induzir a um trabalho em equipe. Contudo, esta proporciona tamanha relação de clientes e fornecedores no processo, que acaba por se tornar em um grande diferencial de eficiência. Ao adquirí-la, também são necessários projetos de planejamento, análise dos níveis de confiabilidade e de custo/benefício. No entanto, os retornos deste tipo de investimento são percebidos em médio ou longo prazo, por isso a maior necessidade de um planejamento mais estratégico.

Devido a grande concorrência enfrentada pelas empresas, investimentos em tecnologia acabam se tornando uma ótima alternativa para se sobressaírem perante as demais. Estas devem ser realizadas, é claro, de forma consciente e com uma boa programação. Sem a análise desta questão de relação custo/valor agregativo, frisada neste artigo, a maioria dos investimentos passam a tomar forma de custos para as organizações, não lhes trazendo retorno algum.

Mais sobre: tecnologia investimento custo
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo