Empresas de telefonia móvel do Brasil poderão ficar de fora do próximo leilão da rede 4G

Se a proposta sugerida pelo presidente da Anatel for posta em prática, nenhuma das grandes empresas de telefonia móvel do Brasil poderão participar do próximo leilão da faixa de 700Mhz da rede 4G.

Por | @oficinadanet Hardware

A partir do próximo leilão da rede 4G referente à faixa de 700MHz, poderá ter novas exigências para as empresas participantes; uma delas, é a inclusão de registro de pendências na Justiça, informou o presidente da Anatel, João Rezende. Sendo assim, empresas como a Claro, Oi, Vivo e TIM, estariam impedidas de participar deste processo.

A pendência das companhias telefônicas se deve ao leilão da faixa de 2,5GHz, que ocorreu no ano passado. A Claro e a Vivo teriam que pagar um valor atrasado de RS 104,7 milhões, já a Oi e TIM um atrasado de R$ 52,3 milhões, mas ambas empresas entraram na Justiça contra o valor cobrado, sendo que elas alegam que a Anatel não havia estabelecido um prazo para efetuar tal pagamento.

Contudo, o caso está rolando na Justiça e as empresas conseguiram uma liminar para até o momento poderem participar do leilão, que ainda não possui uma data definida para ocorrer.

Mais sobre: 4G telefonia móvel leilão
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo