Qualidade x Produtos Falsificados

Hoje é muito comum você encontrar um produto réplica chamado, yphone, odidas, like, sandisk e outras centenas de produtos que buscam atender um mercado crescente, acredite, este mercado cresce a cada dia, baseado na possibilidade de se ter um produto semelhante ao original por um custo baixo.

Por | @qualidadebrasil Tecnologia

Este mercado vem ganhando seu espaço baseado no crescimento das compras Online onde é possível encontrar produtos semelhantes com custo consideravelmente baixo, mas nunca com as mesmas funções,qualidade e segurança do original. Um dos exemplos é a comercilização de produtos eletrônicos tais como smartphones, onde se é possível comprar modelos com o design igual, mas este comércio além de ilegal, por não estar conforme os procedimentos fiscais, apresentam inumeras irregularidades finais, seja ela na segurança ou na qualidade de uso do mesmo.

Neste momento vou citar alguns fatores onde a qualidade é fator principal para o consumidor final e sua satisfação, vale lembrar que o objetivo deste artigo é a comparação entre o produto original e uma réplica realçando a satisfação do cliente.

Qualidade x Produtos Falsificados

Qualidade:

O usuário final nunca terá sua satisfação como objetivo do fabricante deste produto, já que os defeitos são diversos, estes mesmos ocasionado por matéria prima, tecnologia e mão de obra e claro, por não atender um norma regulamentadora. Quando chegamos neste quesito de Qualidade final, temos um ponto negativo apontado ao que se espera deste mercado, ou seja, vender. Por este motivo os custos finais são atraentes e facilitam a sua comercialização, mas o que se espera de um produto além de sua usabilidade? Satisfação é claro.

Lembro que existem hoje no Brasil, milhares de registros de reclamações sobre defeitos destes produtos, mas mesmo assim seu comércio tem seu lugar garantido, mas este será um fluxo eminente devido ao que já citei, o PREÇO.

Segurança

Nos caso dos eletrônicos o fator de segurança ficam bem claro seja em um defeito da bateria ou até mesmo no caso de brinquedos, temos diversos requisitos de normas padrões que são ignoradas, e existem outras milhares de reclamações sobre produtos que oferecem risco a vida do usuário final, sendo brinquedos, eletrônicos e até mesmo produtos de consumo para alimentação e remédios que hoje são facilmente encontrados.

Todo o produto que atende a uma norma reguladora, teve seu projeto desenvolvido através de padrões que buscam minimizar e ou eliminar o impacto de problemas ao consumidor final, vale lembrar que o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) busca através de suas normas verificar a existência e atendimento as conformidades deste produto, por isso é importante que este produto tenha seu projeto baseado em normas técnicas que assegure a segurança e satisfação final de seu consumidor.

Satisfação

Um dos produtos mais falsificados como já citei é os smartphone, pois através dele se é possível estar conectado em redes sociais,receber e-mails, publicar fotos e uma variedade de funções oferecidas, e acredite, estamos ainda no inicio de desenvolvimento destas produtos, pois muita novidade virá por ai, portanto temos um atrativo muito forte para que o consumidor final tenha em mãos um mundo fantástico de tecnologia, mas vamos agora comparar os preços.

Cito um produto que é alvo desta busca, ou seja, produtos com grande número de vendas devido aos seus últimos lançamentos.

Iphone 5 original:
Valor: de R$ 2.100 a R$ 2.200
Garantia: 1 ano

Iphone 5 réplica:
Valor: de R$ 250,00 a R$ 350,00
Garantia: 3 meses

As diferenças são notáveis, neste momento mesmo considerando que em alguns países o custo de mão de obra é considerado muito baixo, este não é referencial para se ter um produto com custo baixo, e sim, diversos critérios identificados em normas de segurança e no projeto original do produto foram descartados.

Ainda que este produto seja idêntico ao original, este mesmo nunca irá ter a sua funcionalidade semelhante, no caso deste produto, podemos considerar alguns fatores:

Sistema operacional: A usabilidade nunca será igual;
Tempo de vida útil da bateria: Risco eminente ao usuário;
Qualidade de uso: A diferença no desempenho será o destaque para o usuário final.

Acabamento: Embora semelhante, a diferença está na Qualidade da matéria prima utilizada. Hoje considerei o uso de celulares sem a garantia de uma norma que busca assegurar sua qualidade final e ainda mais, os seus critérios de segurança, como dica neste link abaixo você poderá encontrar diversos itens relacionados a normas reguladoras baseada em análise dentro dos mais diversos critérios e especificações.

Produtos certificados:

Compulsoriamente: http://www.inmetro.gov.br/qualidade/prodCompulsorios.asp

Voluntariamente: http://www.inmetro.gov.br/qualidade/prodVoluntarios.asp

Mas volto a lembrar, fique atento, pois em qualquer esquina você também poderá encontrar Red Labial, Fuma, Adadis, Tphone, Nkie, Polystation, Boos, Galaxy Z3 enfim, uma diversidade de produtos baratos e com qualidade discutível, mas o que vale mais, um produto barato sem garantia de satisfação ou um produto normalizado que lhe ofereça garantia de uso e satisfação conforme suas especificações de uso?

Fique atento, pois nos próximos artigos estarei seguindo este tema, sobre a Qualidade x Produtos falsificados.

Mais sobre: qualidade produtos
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter