Canonical vai desenvolver versão do Ubuntu em parceria com o governo chinês

A Canonical e o Ministério da Indústria e TI chinês anunciaram conjuntamente o lançamento de uma nova arquitetura de referência para sistemas operacionais chineses, como parte de um plano quinquenal chinês de incentivo ao código aberto, e adotando o Ubuntu como base.

Por | @oficinadanet Softwares

O Centro (CSIP) anunciou hoje uma nova arquitetura de refêrencia para sistemas operacionais chineses, o CSIP é uma parte do centro do ministério chinês da Indústria e Tecnologia da Informação (MII), escolheu o Ubuntu (Canonical) como base para sua arquitetura. Com isso, esperam fornecer uma solução flexível, aberto e um sistema operacional amplamente utilizável e padronizado. Este anúncio tem como plano promover o software de código aberto e acelerar o crescimento na China.

Além disso, o CSIP, a Canonical e a Universidade Nacional de Defesa e Tecnologia (NUDT) criaram um laboratório de inovação Open Source em Pequim, este laboratório hospeda engenheiros de cada organização para acelerar o desenvolvimento de uma versão chinesa do Ubuntu voltada para área de trabalho.

O trabalho inicial do CCN (Laboratório Conjunto) é focado no desenvolvimento de um versão melhorada do Ubuntu para desktop, com características específicas para o mercado chinês. A nova versão é denominada dê Ubuntu Kylin e sua primeira versão será lançada em Abril de 2013 em conjunto com a programção global do Ubuntu. Seu trabalho futuro vai além do desktop, desenvolvendo também para outras plataformas.

O Ubuntu Kylin terá como novidade, métodos de entradas chineses e calendários chineses são suportados, um novo recurso também oferece que usuários procurem rapidamente serviços de músicas utilizando o popular Dash.

Fonte: http://www.canonical.com/content/canonical-and-chinese-standards-body-announce-ubuntu-collaboration

Mais sobre: canonical, linux, china
Share Tweet
DESTAQUESMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.