Nvidia anuncia chip dedicado aos carros autônomos

Nvidia desenvolve tecnologia para fazer com que os carros autônomos sejam capazes de rodar sozinhos

Por | @fsbeling NVIDIA

A CES 2018, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, começou nesta semana em Las Vegas nos Estados Unidos e acontece de 09 a 12 de janeiro. No evento, a NVIDIA já demonstrou interesse em enfrentar um grande desafio que é conseguir implementar carros autônomos com análise rápida de uma quantidade imensa de dados e de telemetria. Para isso, a NVIDIA pretende bater de frente com o Xavier, um system-on-a-chip voltado para o segmento.

Assim como as tarefas demandam, as configurações do SOC são robustas. O componente traz um processador de oito núcleos customizado para as tarefas dos veículos autônomos, operando com uma GPU da linha Volta, sete bilhões de transistores e um processador de vídeo HDR com resolução 8K. Um conjunto fabricado com arquitetura de 16 nanômetros que, de acordo com a empresa, é capaz de realizar até 30 trilhões de operações por segundo.

Nvidia está desenvolvendo tecnologia para fazer com que os carros autônomos sejam capazes de rodar sozinhosNvidia está desenvolvendo tecnologia para fazer com que os carros autônomos sejam capazes de rodar sozinhos

Neste caso, a NVIDIA apresentou um produto que promete ser 15 vezes mais eficiente que qualquer outro já existente no mercado. O Xavier atua somente com 30 watts de potência, um potencial energético que promete agradar aos fabricantes de veículos elétricos, uma vez que não representa uma carga tão grande assim sobre a bateria.

Jen-Haun Huang, CEO da NVIDIA, disse que essa é uma das empreitadas mais complexas em que a empresa se envolveu, mas que marca mais um passo de um importante investimento realizado pela companhia nesta tecnologia. Agora, o Xavier em funcionamento na plataforma Pegasus 5, anunciada em outubro pela empresa, é no momento, potencializada pela força de duas GPUs da companhia.

Desta forma, as placas permanecerão auxiliando na tarefa de processamento de dados, poré, a partir de uma máquina um pouco maior do que a placa dos veículos. O principal objetivo é fazer com que as fabricantes, desenvolvedoras de tecnologia automotiva e outros interessados em pesquisas no segmento, já tenham acesso ainda no primeiro semestre deste ano à nova plataforma.

O objetivo é atingir o "nível 5"O objetivo é atingir o "nível 5"

Com isso, será possível atingir o nível 5, um nível que indica que o carro autônomo é capaz de reagir a situações imprevistas e realizar operações da mesma forma que um ser humano, incluindo situações com condições extremas, como em casos de chuvas muito intensas u estradas em más condições de tráfego.

Atualmente, os carros autônomos precisam do acompanhamento de um ser humano, pois só conseguiram atingir o nível 3, não contam com sistemas que permitem rodarem sozinhos e reagirem aos imprevistos de maneira eficaz.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar