Qualcomm e USI entram em acordo para a formação de joint venture para fábrica de semicondutores no Brasil

O evento foi realizado no Palácio dos Bandeirantes, sendo que o projeto envolve investimentos de R$ 600 milhões e a geração de 800 postos de trabalho.

Qualcomm e USI entram em acordo para a formação de joint venture para fábrica de semicondutores no Brasil

Na segunda-feira (05) em São Paulo a Qualcomm Technologies Inc., uma subsidiária da Qualcomm Incorporated, e a Universal Scientific Industrial (Shanghai) Co., Ltd. (USI), uma subsidiária da Advanced Semiconductor Engineering, Inc. (ASE), assinaram um acordo para a formação de uma joint venture. Esta joint venture, ainda sujeita a diversas condições para fechamento, focaria na instalação de uma fábrica de módulos semicondutores em São Paulo dedicada a concepção, desenvolvimento e fabricação de módulos de componentes para smartphones e dispositivos de IoT no Brasil.

O acordo formaliza o memorando de entendimento não vinculativo assinado pelas duas companhias em março de 2017 com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) e a Investe São Paulo, representando o governo do estado de São Paulo. O acordo para a formação da joint venture é um resultado direto da colaboração entre a Qualcomm Technologies, Inc., USI e entidades do governo, que vêm trabalhado para formar uma base e fomentar o crescimento da indústria de semicondutores no Brasil, além de estabelecer as condições para a possível criação desta joint venture.

Construindo a partir do legado e da liderança de indústria das tecnologias da Qualcomm, o produto principal da joint venture será uma linha de módulos system in package com chipsets Qualcomm, que incluirá em apenas um componente frequências de rádio e componentes digitais para smartphones e dispositivos de IoT. Esses produtos são desenvolvidos para simplificar dramaticamente os processos de engenharia e fabricação, além de poupar custos e tempo de OEMs e fabricantes de dispositivos de IoT.  Desenvolver os componentes no Brasil pode também permitir a redução do déficit de importação de circuitos integrados ao expandir e diversificar a produção brasileira de semicondutores.

n
Acordo foi fechado no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo

Cristiano Amon, presidente da Qualcomm Incorporated, explicou "As plataformas e soluções da Qualcomm continuam apoiando e acelerando a indústria móvel. A colaboração entre a Qualcomm e a USI tem como objetivo desenvolver as melhores soluções para smartphones e plataformas para sistemas de IoT, oferecendo a conectividade, segurança e acessibilidade que seus clientes precisam para criarem produtos inovadores e melhorarem a experiência do usuário".

O vice-presidente sênior e presidente para a Qualcomm da América Latina, Rafael Steinhauser, disse "Este projeto deve ajudar a fomentar a adoção de IoT no Brasil, já que algumas das plataformas de tecnologia suportadas por essa joint venture serão desenvolvidas para ajudar a facilitar o desenvolvimento e fabricação de dispositivos conectados além de smartphones no país".

"A USI tem estado à frente em tecnologias de miniaturização há mais de 15 anos. Nossas conquistas e experiência nos tornam o colaborador ideal para produzir módulos multicomponentes altamente integrados para smartphones e dispositivos IoT", comenta C.Y. Wei, presidente da USI. "A economia brasileira é a maior da América Latina e representa um grande potencial de crescimento para módulos integrados. A USI utilizará a competência tecnológica de nossa companhia, ASE, para ajudar a construir um setor de semicondutores no Brasil e na América Latina.. Estamos felizes por participar desta joint venture que pode aumentar o número de empregos locais nos próximos cinco anos".

O Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ressaltou "A formação desta joint venture por empresas de relevância mundial representa um passo importante para a inserção do Brasil na cadeia global de semicondutores, acelerando o desenvolvimento de produtos de alta tecnologia e criando competências importantes em nosso país".

Provavelmente, a joint venture será instalada no estado de São Paulo como resultado da colaboração entre o estado, a USI e a Qualcomm. É esperado que a joint venture comece a operar em 2020.

Smart TV OLED LG C1: A melhor TV do Brasil?

Conteúdo relacionado

Moto G50 5G: lançamento da Motorola aguenta quais games? Roda Liso
Roda Liso

Moto G50 5G: lançamento da Motorola aguenta quais games? Roda Liso

Testamos o desempenho do novo lançamento da Motorola em 11 jogos diferentes para saber do que esse smartphone é capaz.

Nokia e Apple acabam com disputas sobre patentes
Negócios

Nokia e Apple acabam com disputas sobre patentes

As duas companhias terminam com as batalhas judiciais sobre patentes através de acordo, onde Apple realiza pagamentos a Nokia por período não divulgado.

Para finalizar compra do LinkedIn, Microsoft precisa de aprovação da UE
Negócios

Para finalizar compra do LinkedIn, Microsoft precisa de aprovação da UE

De acordo com o representante Robin Koch, a Comissão Europeia definiu prazo de 22 de novembro para avaliar o negócio.