Porque tendemos a ser mais tóxicos online?

O anonimato é um blindagem, enquanto a distância física é um fator que nos instiga frieza, perdendo então nossos bloqueios e sendo muito mais agressivos, grossos e ofensivos do que o de costume.

Por Redes sociais Pular para comentários
Não ponderamos os efeitos das nossas palavras e podemos ser extremamente tóxicos - Imagem: Divulgação
Não ponderamos os efeitos das nossas palavras e podemos ser extremamente tóxicos - Imagem: Divulgação

Ainda mais fácil que achar memes na internet é encontrar briga. O ser humano nunca foi perfeito e sempre amigável, mas a internet e um suposto anonimato e impunidade acarreta em abusos verbais, ofensas e ódio muito mais frequentemente do que acontece nas ruas. Não que não haja crimes, brigas e inúmeras situações desagradáveis que passamos pessoalmente, mas em redes sociais, uma mínima exposição, opinião, foto ou qualquer tipo de conteúdo estão sempre sujeitos a críticas e até mesmo ódio gratuito.

Porque tendemos a ser mais tóxicos online?

Mas por que isso? Quando nos tornamos tão tóxicos e sem empatia? Sem papas na língua? Acontece que já é cultura virtual tudo isso. Esse suposto anonimato e a falta de humanização de cada perfil não nos traz empatia pelo próximo. Não importa se discordamos veementemente da posição política alheia, por exemplo, não somos obrigados a criar uma discussão, ou a tomar nosso tempo para discordar por escrito, ou até mesmo ofender o outro. Parece que sentimos um impulso de nos manifestar mesmo sem ser chamados, e tampouco para alguma discussão que efetivamente mudará algo.

Há situações de indignação que nos movimenta, que nos instiga a disseminar nossa opinião e querer convencer o outro da nossa verdade. Mas, na realidade, quase nunca se debate efetivamente, o resultado é apenas uma série de textos agressivos. Nos movimentamos muito mais para nos manifestar sem ler do que efetivamente ler e estar aberto a aprender. Porém tudo isso acontece por dois fatores principais: O anonimato inconsequente e a vontade de atingir muitas pessoas, seja por massagem ao ego via likes ou mesmo pela legítima intenção de disseminar informação ou opinião.

Acontece que por isso conflitos são inevitáveis. Fazemos na internet o que não temos coragem de fazer pessoalmente ou simplesmente temos respeito obrigado pelas normas sociais de convívio em ambientes públicos. Mas, na internet ninguém está ali para te recriminar com olhos e tampouco são impostas essas regras públicas, por isso não temos empecilhos, teoricamente, para sermos agressivos sem nem ao menos considerar que por traz do perfil em questão há uma pessoa cujas informações que levamos em conta se resumem a uma postagem, ou as vezes a apenas uma única frase. Por isso é muito fácil não sentir empatia, não considerar nada mais, afinal, nem estamos vendo essa pessoa, nem estamos de frente a ela.

Não significa que todas pessoas sejam tóxicas em redes sociais, mas é muito provável que em inúmeras ocasiões tenhamos sido grossos, agressivos, ofensivos com um outro qualquer por um motivo qualquer, plausível ou "justificável" ou mesmo não.

A solução para esse tipo de comportamento problemático no ambiente virtual é simplesmente humanizarmos os perfis e deixarmos um pouco nosso ego off-line. No final do dia, likes, compartilhamentos e comentários não fazem diferença na sua vida real, no seu cotidiano. Porém, o que nos afeta é ser o alvo direto desse tipo de comportamento, que acabamos por revidar, gerando um novo ciclo estressante e que consome precioso tempo que poderíamos passar com familiares, namorados (as) e até mesmo com nós mesmos.

Não faça na internet o que não faria pessoalmente

Nos poupar de discutir na internet é um ato de amor próprio e também de empatia pelo próximo, porque ai sequer precisamos nos policiar para não sermos babacas no calor do momento. Então deixe seus familiares postarem o que querem, amigos publicarem opiniões controversas e principalmente veja que não há sentido em interagir com desconhecidos por coisas polêmicas, gerar uma discussão sobre isso online não é solução. Se há discordâncias, uma discussão saudável e presencial é muito mais digna e educada, porque simplesmente não temos a blindagem de uma tela luminosa, porque estamos diretamente expostos e tendemos a ser mais controlados, empáticos e educados. Não faça na internet o que não faria pessoalmente.

Recomendamos ler:

Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Comentários:
Carregar comentários