Oficina da Net Logo

Internet via rede elétrica pode chegar a velocidade de até 1Gb/s

Tecnologia já chegou a ser usada no Brasil, se for levada a diante pode incluir ainda mais a população a internet.

Por | @viniischulz Internet Pular para comentários

A empresa americana chamada de AT&T revelou que está prestes a realizar os primeiros testes para popularizar a internet através da rede elétrica, o anúncio foi feito na última quarta-feira (13). A tecnologia disponibilizada pela operadora americana é chamada de AirGig e tem a capacidade de atingir mais de 1Gb/s de velocidade. O testes serão realizados inicialmente em uma pequena área do estado da Georgia, nos Estados Unidos.

A ideia é levar internet para locais remotos, usando para isso, os cabos elétricos das companhias de energia já existentes. A empresa até o momento não divulgou planos ou pacotes que serão comercializados.

Leia também:

Leia em destaque: Os 10 maiores canais do YouTube.

Usar a rede elétrica para entregar internet não é lá uma novidade, no Brasil, esse meio foi regularizado pela Anatel em 2009, porém foi pouco utilizado pelas operadoras. A mais conhecida foi a Intelig, que disponibilizou em 2010 conexão via rede elétrica em alguns bairros de São Paulo. Por aqui ficaram famosos os repetidores domésticos que usam a rede elétrica para ampliar o sinal do Wi-Fi.

Será que aqui no Brasil daria certo?Será que aqui no Brasil daria certo?

O diferencial da tecnologia utilizada pela AT&T é a velocidade da conexão, que pode chegar a mais de 1Gb/s, velocidade que pode ser comparada à fibra ótica. O serviço Google Fiber por exemplo, oferece essa potência nos EUA.

A tecnologia chamada de AirGig utiliza sinais de onda milimétricos conhecidos como mmWave. Sendo capaz de transferir dados em frequências muito maiores que as dos cabos de cobre, girando entre 30 GHz e 300 GHz. Segundo a empresa a instalação na casa do cliente leva apenas alguns minutos.

Tecnologia da AT&T beneficiaria muitas pessoas com a conexão em locais remotos.Tecnologia da AT&T beneficiaria muitas pessoas com a conexão em locais remotos.

Para a implementação do serviço não é necessário muito, pois toda a infraestrutura já existe, não necessitando uma nova instalação. No entanto para que possa dar certo as empresas de distribuição precisam ceder o uso da sua rede, algo que deve ser negociado entre a AT&T e as distribuidoras de energia. Aqui no Brasil a Intelig utilizava o cabeamento da Eletropaulo.

Esta iniciativa pode privilegiar e muito pessoas que moram em zonas rurais ou bairros mais afastados, pois a possibilidade da rede elétrica chegar até elas é muito maior do que a fibra ótica e até a rede de cobre, que podem até mesmo já estarem sobrecarregadas em locais assim.

MAIS SOBRE: #internet  #bandalargabrasil  #airgig  #eua
Comentários