Sobe o número de brasileiros que utilizam o smartphone para acessar a internet

O Brasil, no ano passado, tinha 107 milhões de internautas, 61% da população.

Por | @oficinadanet Internet

Cada vez mais o brasileiro está conectado, isso é fato. A grande mudança está no modo de acesso para isso, ou seja, as pessoas estão substituindo os tradicionais computadores pelos celulares. A constatação é da Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação nos Domicílios Brasileiros – TIC Domicílios 2016, que foi divulgada nesta terça-feira através do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br).

O Brasil, no ano passado, tinha 107 milhões de internautas, 61% da população. Deste total, 94% usaram os smartphones para acessar a rede. O estudo revela que 51% dos usuários de internet brasileiros acessaram a rede utilizando tanto o computador quanto o celular, uma queda de cinco pontos percentuais em relação ao mesmo levantamento feito há dois anos; e 43% acessaram apenas usando o smartphone, contra 20% em 2014. Apenas 6% deles utilizam apenas o computador, em 2016 o percentual era de 24%.

Número de uso de internet móvel cresceuNúmero de uso de internet móvel cresceu

Winston Oyadomari, coordenador da pesquisa, disse que um outro dado ajuda a compreender a preferência do brasileiro pelo celular. Entre os internautas que utilizaram o smartphone nos três meses anteriores às entrevistas, 86% utilizam redes Wi-Fi, contra 70% que usaram pacotes de dados de operadoras.

“Os celulares têm diversas aplicações disponíveis e o custo é diferente: o internauta pode escolher um plano pré-pago, fazer cargas semanais ou diárias. E até não pagar nada, usando o Wi-Fi”, disse Oyadomari. “A opção do celular é mais viável, mas isso não quer dizer que o computador tenha perdido relevância. O que a gente percebe é que o brasileiro está muito conectado pelo celular pelo custo e pela mobilidade, mas existem funções em que o computador é essencial.”

No Brasil, 36,7 milhões das casas possuem acesso à rede, o que representa 54% do total de lares. Porém, 46% continuam ainda offline, principalmente entre as classes D e E e zonas rurais. Entre as principais razões para manterem-se desconectados estão o preço (26%), falta de interesse (18%) e falta de necessidade (8%).

“O brasileiro busca se manter conectado, mas o mesmo tempo busca evitar ou minimizar os custos”, disse Oyadomari.

Com os pacotes de dados 3G e 4G possuem arranjos que os deixam mais viáveis, o número de residências com acesso à internet aumenta, porém sem computador. Em 2014, eram apenas 7% dos lares conectados, no ano passado aumentou para 14%.

Mais sobre: números Brasil Internet
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar