Review Logitech G PRO Headset | Disputando com o HyperX Cloud Alpha!

Hoje iremos testar o Logitech Headset G PRO, modelo que conta com conectores P2, sem interface USB e nem emulação 7.1, mas que também custa menos que sua variante X.

Por Headphones

Vindo em sua nova onda de produtos, temos o novo Headset da marca que acrescenta mais um nome na série de periféricos da marca com exatamente o mesmo nome, mostrando que a marca está cada vez pior na parte de criatividade. A boa notícia é que o produto traz melhoras interessantes em comparação ao seu antecessor, e são essas diferenças que queremos explorar.

A nossa unidade é o G PRO, a versão não X que conta com cabo P2 separados para microfone e headphone, não havendo nenhuma interface USB ou algo do tipo, muito menos simulação de 7.1 canais e equalização do microfone pela Blue, empresa de microfones na qual a Logitech recentemente adquiriu.

Construção Externa e Design

Uma das principais mudanças de Design que a empresa vem trazendo a cada lançamento de novos produtos é o aspecto mais neutro, sem cores vibrantes nem cortes agressivos, e o G PRO herdou essa nova herança em seu design, mantendo cores neutras - preto, cinza, prata - e nenhum tipo de LEDs, o que nós preferimos aqui no Oficina da Net.

Logitech G PRO Headset
Logitech G PRO Headset

A headband vem coberta de tecido em PVC que imita o couro, enquanto que por baixo desta camada de tecido temos um tipo de espuma mais conhecido como "Memory Foam", nome que é atribuído por sua habilidade de voltar a seu formato original mesmo após horas de pressão aplicada, o resultado é uma headband extremamente confortável que não incomoda o couro cabeludo e nem deixa você sentir o aço da estrutura interna.

Headband é bem confortvel
Headband é bem confortável

Logo abaixo da headband temos os dois garfos que conectam ela as earcups, que para diminuir o peso usam alumínio em sua construção. Na parte externa das earcups temos um material de borracha cinza escuro, enquanto que na parte central delas há o logo da Logitech G com detalhes cromados nos chanfros e alumínio escovado no centro.

Lateral do Headset
Lateral do Headset

Já na parte interna das earcups há um tecido com as letras L e R, que indicam direita (R) e esquerda (L), com o microfone sendo posicionado na earcup esquerda. O tecido é quase que transparente, então é possível enxergar parte do driver de 50mm usado no fone, que de acordo com a marca, é feito utilizando um tipo de malha híbrida exclusiva.

L para esquerda e R para direita
L para esquerda e R para direita

Tanto o microfone quanto o cabo são removíveis, algo simples mas que facilita a vida de muitos e que deveria ser padrão em qualquer fone/headset. O microfone utiliza uma entrada P2 e é flexível, com revestimento em material metálico e com espuma na ponta servindo como Pop-filter, só observo que essa espuma não é removível como na maioria dos fones de ouvido.

Cabo do fone e microfone são removíveis
Cabo do fone e microfone são removíveis

Já o cabo utiliza-se de um conector P3 em ambas as pontas para conseguir separar o áudio do microfone e das earcups, mas felizmente a Logitech incluí um Splitter para 2 pontas P2 e assim você pode utilizá-lo em seu PC sem maiores problemas além de alongar um pouco mais o cabo do fone, que não é muito comprido. Além disso, ele conta com controle de volume e ligar/desligar o microfone no meio do cabo.

Splitter para 2 P2 junto as duas pontas P3 do fone
Splitter para 2 P2 junto as duas pontas P3 do fone

A Logitech também inclui um adaptador P3 para USB-A, que pode ajudar a muitos que usam HUBs USB para se conectar ao PC e não tem entradas P2/P3 logo a sua frente. Outra coisa importante que acho melhor destacar nesta parte do review é a sua natureza fechada, que isola os sons externos e também não deixa vazar o que você está escutando. Ele faz muito bem o seu papel de fone fechado e não se escuta nada do que está vindo do fone.

Adaptador P3 para USB-A com DAC
Adaptador P3 para USB-A com DAC

Encerrando esta primeira parte do review, até o momento não temos nada além do material PVC das earpads e headband para criticar, porém lembrem-se que estamos falando da Logitech, então garantia é algo que é sempre muito bem atendido pela marca.

Conforto

Ah, o conforto, um dos aspectos mais importantes em qualquer fone de ouvido e que muitas empresas tem deixado como algo secundário. Quem é que gosta de sentir dores no ouvido depois de algumas horas de fone de ouvido, não é? Ainda bem que com o G PRO isso não acontece.

O padding de Memory Foam interno tanto nas earpads quanto na headband são bem generosos, e por causa disso o conforto do fone é realmente muito bom. Passo várias horas utilizando-o sem problema algum, o que é excelente.

Fone é bem confortvel mesmo após vrias horas de uso
Fone é bem confortável mesmo após várias horas de uso

O Clamping do fone de ouvido não é forte demais, não há a sensação de que ele está esmagando a sua cabeça, algo que acontece em muitos outros fones de ouvido. Tenho uma cabeça de tamanho médio, e ajustando a headband na altura correta o fone fica bem encaixando em volta da cabeça, selando corretamente o som que vem de fora.

Falando em ajustes de headband, o mesmo conta com 11 diferentes degraus de altura, além das earcups terem rotação de até 45°, o que ajuda a posicionar o fone de uma forma mais natural e confortável.

H 11 ajustes de altura na headband
Há 11 ajustes de altura na headband

Sobre ele ser quente, bom, disso não há nenhuma dúvida afinal o mesmo é fechado e conta com earpads de material PVC que não deixam a pele transpirar, para isso seria necessário earpads de tecido, e isso é algo que já vou indicar novamente a todas as marcas gamers: USEM EARPADS DE TECIDO, ELAS DURAM MAIS E SÃO MAIS CONFORTÁVEIS!

Earpads são de material PVC que imita courino
Earpads são de material PVC que imita couro

Tentei remover uma das earpads do Headset, mas infelizmente elas aparentemente vem coladas no fone de ouvido, e assim não removi para não causar danos - até porque tenho que devolver o fone para a Logitech. Outro ponto é que as minhas orelhas não encostaram nos drivers do fone, mas isso não necessariamente vai ser verdade para todos vocês.

O G PRO é sem dúvidas um Headset muito confortável, venho o utilizando por várias semanas e até agora não tenho nenhuma reclamação neste aspecto, tanto o material de PVC externo quanto a Memory Foam interna tem feito um ótimo trabalho neste aspecto.

Som

Quando faço reviews de Headphones / Headsets sempre faço a separação do foco em jogos e do foco na qualidade de áudio em sí, afinal diferentes públicos podem ter diferentes interesses. Há aqueles que escutam mais música do que jogam e vice-versa, então por isso separo.

Gaming

Vamos começar pelo foco do Headset, que é o desempenho em jogos. Testamos ele em alguns jogos, com os mais notáveis sendo Call of Duty e Counter Strike Global Offensive. Em ambos o posicionamento e escutar de onde vem os passos e tiros é bem importante.

Primeiramente quero falar sobre Imaging, que é o que define de onde os sons vem e que se o fone tem bom desempenho neste aspecto conseguimos definir a direção dos sons com facilidade, enquanto que o Soundstage ajuda na dimensão de espaço e em algumas circunstâncias complementa o Imaging.

No caso do G PRO, o mesmo que falarei na parte de músicas cabe aqui também. Enquanto que com o conector P3 ou Splitter para 2 P2 o grave fica bastante exagerado e acaba por atrapalhar a identificação de onde vem os sons, assim diminuindo bastante o Imaging, com a ponta USB a história é bem diferente e sua equalização fica muito boa, resolvendo o problema dos graves e clareando o Imaging, fazendo com que dificuldades de identificar a direção de pessoas e objetos não seja problema algum.

Jogando Call Of Duty Modern Warfare com o G PRO
Jogando Call Of Duty Modern Warfare com o G PRO

Já no CSGO este problema não se mostra presente e escutar os passos claramente não é de nenhuma dificuldade, só é difícil de dizer com exata precisão de onde os passos vem, mas aí é um problema do jogo em sí e não do G PRO.

Em outros games, como Far Cry New Dawn ou GTA V, não tivemos nada além de uma ótima experiência, afinal seu bom som e isolamento acústico trazem grande imersão ao game e você é difícilmente distraído por algum outro barulho, seja um carro passando na rua ou do ventilador.

Músicas / Entretenimento

Felizmente tive bastante tempo com o Headset para testá-lo em cenários dos mais variados e assim formar uma opinião bem conclusiva e realista sobre seu desempenho em ocasiões que não remetem a saber de onde está vindo um inimigo ou algo do gênero.

Pessoalmente, meu gosto musical tem bastante foco em Rap / Hip-hop, porém tenho uma seleção de músicas que sempre utilizo para fazer a avaliação dos fones que passam por aqui, e com felicidade pode ser que o G PRO não é nada ruim e não come poeira de ninguém - mas também não apresenta a melhor performance entre os modelos que já testei.

No momento em que escrevo, o menor preço que encontro por ele é de R$486, o que não é nada barato e o coloca frente a frente com concorrência pesada, como a HyperX Cloud Alpha, Corsair HS70 Wireless e o Cooler Master MH752.

Eu ainda não tive a oportunidade de escutar os fones da Corsair e da Cooler Master, já o Alpha já passou por testes e você pode ler o nosso review do mesmo neste link.

O G PRO traz uma boa experiência ao escutá-lo, e grande parte disso está aliado ao seu grande conforto. A quantidade de memory foam utilizados tanto nas earpads quanto na headband foram muito bem colocadas, e só isso já lhe dá um prazer a mais ao colocá-lo na cabeça para começar a usar.

Escutando algumas músicas com o Headset
Escutando algumas músicas com o Headset

Já quando se trata de som, a história pode acabar por variar bastante. Os graves são bem pronunciados, e em algumas ocasiões até demais e acaba por causar pequenas distorções do drivers do mesmo e assim quebrando a ambientação e isolamento do mesmo, o que notavelmente irá reduzir sua experiência. O lado "bom" é que isso só acontece quando utilizado com as entradas analógicas (P2/P3), pois quando o ligo no extensor USB a equalização dos drivers na Logitech entra em ação e o fone ganha outra vida, perdendo os graves exagerados e trazendo um som mais tranquilo.

Felizmente a parte boa da história se repete com os médios, onde ele traz boa transparência e apresentação. Tanto em vocais masculinos quanto femininos há claro tom de voz e os graves acabam por não entrar no lugar, e isso é só ainda mais enaltecido quando utilizado com o conversor USB.

O G PRO ganha nova vida com o DAC USB incluso
O G PRO ganha nova vida com o DAC USB incluso

E a história se repete em todos os outros aspectos de som do fone quando comparado ao ser utilizado com a ponteira P3 ou USB, e o fone se beneficia muito da equalização padrão utilizada pela marca, fora que com o driver USB você ganha a habilidade de equalizar tanto o fone quanto o microfone diretamente no Logitech G Hub, e aí eu realmente não vejo mais nenhum ponto para defender a ponteira P3 do fone.

Ah, a propósito, o fone não conta com emulação 7.1 nem no driver USB e nem no software, e também não há uma opção para desabilitar função.

Microfone

O microfone aparenta ser mais uma unidade comum, com braço articulado com revestimento externo de metal e espuma na ponta que serve para ser um pop-filter, o que é bom e ajuda a ter um áudio mais limpo no geral.

Mesmo com a opção de Cancelamento de Ruído não fazendo diferença alguma em meus testes, o microfone mostrou-se bem eficaz em suprir os sons externos, sendo que o click do teclado (HyperX Alloy Elite Cherry MX Red) ficou quase inaudível, enquanto que o click do mouse não se pode escutar, mostrando a eficácia do mesmo.

Microfone removível do G PRO
Microfone removível do G PRO

Sobre a voz em sí, ele sem dúvidas não compete com microfones de estúdio profissionais, mas não deixa a desejar. Há pouco ruído de fundo, a voz está bem clara e bem ampliada. Falta corpo do tom de voz principalmente nas frequências mais baixas, mas ainda assim vai muito bem contra os microfones de seus concorrentes.

Software

Sim, você pode utilizar o fone sem precisar instalar o Logitech G Hub, mesmo se conectá-lo com a ponta USB, então não precisa se preocupar com isso e eu sou uma das pessoas que também prefere não instalar nenhum programa. Mas, como aqui é um review, vamos cobrir todos os aspectos do fone.

Ao abrirmos o programa, temos a interface comum que já conhecemos da Logitech, uma imagem do periférico conectado com o nome no topo aparece. Para configurar, basta clicar na imagem que o painel de configuração aparece.

Headset aparece no Software com sua respectiva imagem
Headset aparece no Software com sua respectiva imagem

Ao entrarmos na configuração do G PRO, a primeira aba que temos é a de equalização, onde temos vários perfis de jogadores professionais de e-Sports, como o Shox da G2 e o Myth da TSM. Também há três pre-definições de equalização: padrão, FPS e MOBA, basta clicar na que você quiser para aplicar a configuração instântaneamente.

Opções de Equalização
Opções de Equalização

Outra coisa interessante é que a Logitech tem um Workshop de equalizações, então você pode clicar em "Consulte Mais Predefinições" que o LGH leva você ao workshop, onde você pode procurar e baixar quaisquer equalizações que alguém criou e salvou, inclusive há algumas que tentam imitar o G PRO X, que é a versão mais cara deste modelo aqui. Caso você queira ter vários presets de áudio, basta selecionar os que você prefere e baixar.

H vrios presets para baixar
Há vários presets para baixar

Já a última Aba é a de Acústica, onde você encontra controles para o volume do headphone (que controla o volume do Windows), o volume do microfone e também uma opção chamada "Sidetone", que nada mais é que a opção "Escute você mesmo" no Windows. Ainda há a opção "Remoção de Ruído", que nos testes não apresentou diferença alguma.

Aqui h controles de volume
Aqui há controles de volume

E estas são as opções que temos para o fone, nada demais mas também não há do que reclamar, só de termos opções de equalização de som já é um ótimo ponto, e podermos controlar e baixar presets específicos é uma idéia bem legal.

Conclusão

Mesmo começando com o pé direito comigo por causa da diferença de qualidade do cabo P2/P3, o G PRO acabou por conseguir manter as expectativas que o mesmo tinha quando foi anunciado, trazendo não só um design mais elegante aos produtos da linha Gamer da Logitech mas também elevando a qualidade dos mesmos, e é assim que conseguimos melhores produtos aos poucos.

Logitech G PRO Headset
Logitech G PRO Headset

O fone se transforma em uma alternativa muito interessante ao HyperX Cloud Alpha quando usado com sua interface USB, tendo boa representação em todas as frequências de som, não distorcendo e trazendo aquele grave que a grande maioria do público gosta, ao mesmo tempo que não estraga as outras frequências.

Além disso, ainda temos cabo removível, ponta P3 / Dual P2 / USB, microfone removível, boa estrutura e muito conforto. O único lugar que vejo o G PRO pecando são nas earpads, que ainda não são de tecido mas que pelo preço cobrado poderiam muito bem ser sem dificuldade alguma.

Então, para concluir, Indico o Logitech G PRO Headset, com as ressalvas ficando em utilizar o DAC USB incluso pela melhora na qualidade de som e suas earpads serem de PVC que tende a descascar em pouco tempo. Se você procura um fone com bom som, bom isolamento acústico, versatilidade, que custe menos de R$500 e não seja super chamativo, o G Pro é uma boa opção.

Recomendação do editor:

Compartilhe com seus amigos: