PC Gamer de R$3.000 vs PC Gamer de R$5.000 

Quando você vai comprar um PC Gamer novo surgem diversas dúvidas sobre quais peças comprar. Eis que comparamos tecnicamente dois valores de pcs gamers e você pode descobrir se vale a pena investir mais ou não.

Por Hardware Pular para comentários
PC Gamer de R$3.000 vs PC Gamer de R$5.000 

Quais marcas comprar? O que vai me dar mais FPS em jogos?  Essas são dúvidas comuns e que têm muita relevância no que diz respeito às peças que serão compradas e que lhe darão diferenças em performance (algumas sendo grandes e outras bem pequenas).

No nosso caso, estamos falando de um PC Gamer, ou seja, para jogar e ter o maior número de FPS possível dentro do nosso limite de gastos, e isso envolve todas e quaisquer peças de um PC Gamer: CPU, GPU, Gabinete, Memórias, Placa-mãe, Fonte, SSD, HD e assim por diante.

Mas agora, fica uma dúvida: até qual preço a diferença em FPS justifica o gasto a mais? Essa é a pergunta que iremos responder neste artigo e assim ajudar vocês a decidir se realmente vale a pena comprar um PC Gamer Barato ou um PC Gamer mais forte.

PcGamer na Kabum!

Vamos começar pela lista de peças que é preciso comprar para ter um PC Gamer completo:

  • Processador/CPU (AMD ou Intel);
  • Placa de Vídeo/GPU (AMD ou Nvidia);
  • Placa-mãe;
  • Memórias;
  • SSD e/ou HD;
  • Fonte;
  • Gabinete;
  • Cooler (se quiser fazer Overclock ou não vier incluso com a CPU).

Existem ferramentas que foram criadas para facilitar nossa vida, como o "Monte Seu PC" do KaBuM!, que ajuda a escolher os componentes ideais para o computador, indica a compatibilidade certa entre as peças e o orçamento em tempo real. Há também os pacotes de "PC Gamer Completo", no qual todas as peças já foram selecionadas e montadas pela loja.

Placa de Vídeo (GPU)

Em um PC Gamer, a parte mais importante e que mais impacta seu FPS é a placa de vídeo, e por causa disso é ela que deve receber o maior investimento. Quando digo o maior investimento, não se trata de pagar R$2.000 nela e deixar somente R$1.000 para o resto das peças, mas sim pagar cerca de 30 a 40% do valor total.

No caso do nosso PC de R$3.000, uma AMD RX 580 8GB na faixa dos R$900 a R$1.000 seria a opção perfeita, afinal ela tem uma ótima performance em relação ao seu custo e não lhe deixará na mão em nenhum jogo. Essa placa ainda conta com 8GB GDDR5, que é mais do que suficiente para os jogos atuais e até para os próximos 2-3 anos.

No nosso PC de R$5.000, uma RTX 2060 entre R$1.700  e R$1.900 é a escolha óbvia, afinal ela oferece performance bem parecida a de uma GTX 1080, mas com um preço bem menor. Até gostaria de indicar a RTX 2070, mas ela infelizmente extrapola o nosso orçamento por causa das outras peças.

Uma dica que dou e que serve para os dois computadores: caso não esteja montando um computador compacto (Mini ITX), evite as placas Mini, afinal elas  têm Clocks menores e costumam esquentar mais, fazendo com que o FPS seja um pouquinho menor do que suas versões normais.

Processador (CPU)

O processador será nosso segundo componente a ser escolhido e, nesse aspecto, temos duas marcas que andam bem competitivas no mercado.

Não há dúvidas que atualmente,  com a 9ª geração da Intel (9***) e da AMD (2***), a Intel é a marca superior em questão de jogos, caso a gente tenha a mesma configuração. O grande porém disso é o preço premium que é necessário pagar e isso fica mais evidente aqui no Brasil.

Sendo assim, recomendo os processadores da AMD para ambos os computadores, afinal, tirar dinheiro da GPU para investir em CPU em um PC Gamer não lhes trará benefício algum.

No PC de R$3.000, a recomendação fica com o Ryzen 3 2200G, que custa entre R$500 e R$600. Sim, eu sei que ele tem placa de vídeo integrada, mas é a melhor escolha dentro da nossa faixa de preço. Afinal, qualquer upgrade nessa parte nos tiraria cerca de R$200  e esse dinheiro fará diferença para o resto das peças.

Já no orçamento de R$5.000, podemos fazer um upgrade nessa parte e  escolher tranquilamente um Ryzen 5 2600, processador com 6 cores e 12 threads, que ainda aceita um Overclock considerável, sendo assim uma ótima opção para longa durabilidade na faixa dos R$700.

O bom de ambas as recomendações é que os processadores já vêm com o Cooler Wraith Stealth da AMD, que consegue segurar as temperaturas bem tranquilamente, fazendo com que possamos dedicar o valor de um Cooler aos outros componentes.

Placa-Mãe

De placa-mãe, optamos por uma A320M, que fica entre R$330 e R$380 para o nosso PC de entrada. Afinal, ele vai usar um 2200G, que é bem econômico e não irá causar muito estresse à placa-mãe. A mesma também suporta memórias DDR4, que é o que precisamos.

No nosso PC mais completo, vamos com uma B450M Gaming da Gigabyte, que custa entre R$450 e R$600. Neste caso, eu indico este modelo em específico pois ele possui as melhores VRMs pelo preço e, ao menos, um dissipador em cima delas. Isso é importante, pois as VRMs esquentam com clocks mais altos da CPU e, consequentemente, diminuem a performance e a durabilidade das peças.

Memórias

As memórias serão DDR4, afinal toda nossa linha de processadores e placas-mãe suportam somente esta plataforma, que é a mais nova no mercado.

Hoje em dia não vale mais a pena comprar a plataforma DDR3, pois ela já está bem defasada e você só irá achar produtos usados. E mesmo assim, a diferença de preço não vale a pena.

As memórias da Crucial, em especial a Ballistix Sport AT 8GB 2666Mhz, casam perfeitamente com o nosso PC Barato, custando R$220. Isso nos deixa com um Slot livre para um futuro upgrade de memória, mas não nos limitando para o uso atual.

A memória continua exatamente a mesma para o PC mais caro, a diferença é que ao invés de comprar somente 1 módulo (ou pente de memória) iremos comprar 2, totalizando R$440. Já que temos um valor maior para gastar, iremos aproveitar e usar o Dual Channel, que também nos garante uma melhor performance para o computador e maior longevidade, por ter 16GB de RAM.

Fonte

A fonte deve ser pelo menos 80 Plus Bronze em qualquer um dos 2 PCs. É de extrema importância comprar uma fonte de boa qualidade, afinal é ela que lida com toda a energia que circula em seu computador. Se a fonte não conseguir controlar a voltagem corretamente, suas peças podem não só serem danificadas, como serem destruídas, inutilizando seu PC completamente. Por isso, também é importante se manter em marcas conhecidas e de boa confiança: EVGA, Corsair, Cougar, Cooler Master, Seasonic.

Nosso PC de entrada não é muito consumidor, então uma fonte de 450W 80 Plus Bronze deve ser mais que suficiente. Como recomendação, fica a EVGA 450W BR com valores na faixa dos R$230 a R$250. Ela vai ter todos os conectores que você precisa para o computador.

Já para o computador mais completo, podemos pegar uma fonte mais robusta e que irá aguentar pequenos upgrades, tanto de CPU quanto de GPU. Uma Cooler Master MWE 550W com certificação Gold é uma ótima escolha para esse computador. Você terá folga na Fonte, assim como boas regulagens de voltagem, já que ela tem certificado Gold. Esta fonte fica na faixa dos R$400.

SSD e HD

Com a decadência de preços, tanto em SSDs quanto em HDs, poderemos fazer a combinação de ambos nos dois PCs. O SSD vai dar conta da instalação do Windows, programas gerais e um ou dois jogos mais leves. Já o HD vai dar conta dos outros arquivos, como downloads, filmes, músicas e os jogos mais pesados.

No nosso PC de entrada, optamos por um Western Digital WD Blue 1TB, que custa R$240. Já de SSD, escolhemos novamente a Western Digital, mas dessa vez o WD Green de 240GB, que custa R$200.

No PC Gamer de R$5.000, podemos espichar as pernas e comprar um SSD de 480GB M.2 Sata. A recomendação fica com o WD Green, que custa R$380. De HD podemos ir tranquilamente com um WD Blue 2TB, que custa R$370 e, assim, teremos bastante espaço no computador, tanto para jogos quanto para qualquer outro tipo de arquivo.

Gabinete

A nossa última peça é o gabinete, que é onde inserimos todo nosso hardware. O gabinete é a peça menos importante do computador, mas ainda merece o mínimo de atenção, afinal um gabinete bem refrigerado mantém as temperaturas mais baixas e pode ajudar um pouco no desempenho do computador. Claro que a aparência do Gabinete varia de acordo com seu gosto, então vou deixar as opções que creio que irão agradar mais. Sinta-se a vontade de escolher outro de sua preferência.

Note que o gabinete precisa atender as dimensões ATX para placa mãe e ter espaço para a placa de vídeo, que em 95% dos casos é mais longa que a placa mãe.

Em nosso computador de entrada, deixo de recomendação o Corsair Carbide Spec-01. Ele já vem com um fan frontal para ajudar na refrigeração interna e conta com janela lateral em acrílico, para poder ver o PC por dentro. Ele custa apenas R$250.

No nosso PC de R$5.000 eu recomendo o Cougar Turret que custa na faixa dos R$380, ele é Mid-Tower e vem com 2 fans frontais. Além disso, ele conta com lateral em vidro temperado, suporte para radiador de 240MM na parte superior e compartimento separado para a fonte. Um gabinete bem completo e estiloso pelo preço.

Total

Então, após escolher todas essas peças, ficamos com os seguintes componentes e preços:

PC Gamer de R$3.000:

  • AMD RX 580 8GB - R$950
  • AMD Ryzen 3 2200G - R$530
  • A320M (Asus, Asrock, Gigabyte) - R$340
  • Crucial Ballistix Sport AT 8GB DDR4 2666 Mhz - R$220
  • EVGA 450W 450 BR 80 Plus Bronze - R$240
  • Western Digital SSD WD Green 240GB Sata - R$200
  • Western Digital HD WD Blue 1TB Sata - R$240
  • Corsair Carbide Spec-01 - R$250

Total: R$2.970

PC Gamer de R$5.000:

  • Nvidia RTX 2060 6GB - R$1.800
  • AMD Ryzen 5 2600 - R$800
  • Gigabyte B450M Gaming - R$480
  • 2x Crucial Ballistix Sport AT 8GB DDR4 2666 Mhz - R$440
  • Cooler Master MWE 550W 80 Plus Gold - R$400
  • Western Digital SSD WD Green 480GB M.2 Sata - R$380
  • Western Digital HD WD Blue 2TB Sata - R$370
  • Cougar Turret - R$380

Total: R$5.050

Claro que há alguma flexibilidade dentro dessas configurações. Você pode, por exemplo, pegar um HD de 1TB e investir a sobra em uma fonte melhor, ou pegar um gabinete mais barato e comprar um HD de 3TB, e assim por diante. A minha intenção com estas configurações foi ter um computador bem balanceado e que sirva  para qualquer pessoa que deseja jogar sem precisar se estressar, com boas peças e performance por alguns anos.

Em questão de durabilidade, ambos os computadores têm componentes de qualidade que provavelmente durarão muitos anos, o que lhes trará diferença aqui será a sua experiência de uso. A RTX 2060, em conjunto com os 16GB e o Ryzen 5 2600, vai lhe oferecer entre 30 e 50% a mais de performance em basicamente qualquer jogo - com exceção do ArmA 3, porque esse jogo nem Jesus ou o Capeta fazem rodar. Claro que, para ter estes 40% de ganho, é necessário investir a mesma porcentagem em peças mais robustas.

Então a lição que fica é que em PCs de entrada a nível médio, o ganho de desempenho é diretamente relacionado a quanto e onde você gasta o dinheiro. Como todo texto se trata sobre PC Gamer, o componente mais importante é a placa de vídeo, algo que eu já havia mencionado lá no começo.

Há um ponto no qual gastar o dobro fará pouca diferença? Sem dúvidas, mas esse ponto se encontra em PCs Gamer que custam de R$8.000 para mais. Quem sabe traremos este conteúdo de nicho futuramente?!

Se você quer saber um pouco mais sobre a montagem de Pc Gamers da KabuM!: 

 

Compartilhe com seus amigos:
Augusto Schweickardt
Augusto Schweickardt Entusiasta por periféricos, hardware e fotografia
FACEBOOK // INSTAGRAM: @augustomullerr //
Quer conversar com o(a) Augusto, comente:
Minha foto
    Últimas notícias