Pokémon GO pode acabar em meio a pandemia de COVID-19?

Poderíamos responder SIM com quase certeza, afinal como um jogo baseado em localização sobrevive em meio ao isolamento social? Pois bem, desde o início da pandemia de COVID-19 os números de Pokémon GO só crescem!

Pokémon GO pode acabar em meio a pandemia de COVID-19?

No início da pandemia do novo coronavírus, a Niantic se manifestou dizendo que haveriam mudanças em seus jogos baseados em localização, começando com o Pokémon GO.

A necessidade de isolamento social por conta do COVID-19 poderia ter encerrado o reinado do jogo baseado em localização mais popular do mundo, mas, em vez disso, a Niantic transformou um pesadelo em uma oportunidade.

A empresa ainda trabalha com realidade aumentada e ainda incentiva você a se levantar e andar por aí, mas eles não exigem que você deixe a segurança de sua própria casa. Várias mudanças importantes no aplicativo Pokémon GO permitiram à Niantic ter um período muito rentável mesmo nesse período.

A semana mais lucrativa de 2020 para a Niantic até agora ocorreu a poucos dias atrás, em meados de março, após semanas de estagnação no crescimento dos lucros no aplicativo. Quando ficou claro que um grande número de cidadãos de países ao redor do mundo passaria a ficar muito mais tempo em suas próprias casas, a Niantic sabia que precisava agir e agir rápido.

No início do ano, semana a semana, os gastos dos usuários no Pokémon GO cresciam a uma taxa considerável. Os gastos dos jogadores aumentaram em US$3 milhões da primeira para a segunda semana, depois em US$1,7 milhão, em US$400 mil na semana seguinte e em US$1,8 milhão entre a semana de 27 de janeiro e a semana de 3 de fevereiro.

Gastos com Pokemon Go segundo SensorTower
Gastos com Pokémon Go segundo SensorTower

Os gastos na semana seguinte foram menores do que na semana anterior. A situação não era ruim, mas certamente não parecia ser boa. O gráfico que você vê acima mostra os gastos globais com Pokémon GO por semana no ano de 2020.

Essas informações foram coletadas pelo grupo SensorTower, usando dados do Google Play e da Apple App Store para dispositivos móveis. Os gastos no aplicativo para Pokémon GO pareciam estagnar até fevereiro e no início de março.

Em meados de março, a Niantic anunciou que havia feito algumas mudanças para permitir que as pessoas jogassem sem sair de casa. Na mesma semana, os gastos dos jogadores aumentaram. Na semana de 9 de março, os gastos foram de US$13,8 milhões. Na semana de 16 de março, os gastos saltaram para US$23 milhões, isso representa um aumento de 67%.

A Niantic anunciou mais mudanças por conta do COVID-19 e a quarentena imposta em vários países. Podemos esperar ver mais mudanças como essa em um futuro próximo. Principalmente agora que a empresa viu que pode ter ganhos ainda maiores, mesmo com seus jogadores confinados em casa.

Será que o futuro do jogo baseado em localização de maior sucesso da Niantic pode passar a ser preenchido por jogadores sentados em casa no sofá?

Tech Mobile: Inscreva-se!

O nosso novo canal de smartphones surgiu, veja o que preparamos para você que gosta de celulares!

Comentários
Minha foto
Insira um comentário