Oficina da Net Logo

Toyota vai tornar elétrica toda sua linha de carros até 2025

Toyota corre atrás do tempo perdido

Por | @Evilmaax Energia Verde Pular para comentários

A Toyota finalmente revelou os primeiros detalhes sobre o seu plano de não ficar para trás na briga pela "eletrificação" da frota. A montadora, que até agora tinha focado, principalmente, em veículos híbridos e veículos movidos a hidrogênio (apesar de ter feito um grande sucesso com a exceção, o Prius), vai se concentrar agora em veículos exclusivamente elétricos no futuro. 

O anúncio veio em um clima de pressão já que a Toyota sofre há algum tempo com críticas por estar atrasada em relação a carros movidos a energia limpa se comparada com suas principais rivais.

O plano é oferecer, no mínimo, 10 novos veículos movidos por uma bateria elétrica a partir de 2020 e alcançar o objetivo maior de possuir uma versão híbrida ou totalmente elétrica para cada carro de sua frota até 2025.

Toyota vai tornar elétrica toda sua linha de carros  até 2025
Leia em destaque: Por que os bilionários da tecnologia estão buscando a energia nuclear?.

O anúncio foi feito em uma conferência de imprensa em Tóquio há alguns minutos e corrobora os anúncios anteriores da empresa onde eles já demonstravam a vontade de suprir uma possível demanda do mercado Chinês em veículos elétricos. Mas claro que a produção não será exclusivo a esse mercado. Além disto eles planejam vender no Japão, Índia, Europa e os EUA.

Para dar este grande passo em tão pouco tempo a Toyota irá contar com a ajuda da Panasonic tanto para o fornecimento de baterias já existentes como para o desenvolvimento de novos modelos. A montadora japonesa disse na ocasião que vai investir cerca de US$ 13.3 bilhões até 2030 para impulsionar o desenvolvimento e pesquisa nos laboratórios da parceira.

E com isso a Panasonic demonstra mais uma vez que está encabeçando a revolução das baterias, já que em 2016, ela inaugurou a Gigafabrica, um megaprojeto em parceria com Elon Musk e a montadora Tesla, que consiste na maior construção em espaço físico já feito pelo homem. Quando operando em capacidade total, com mais de 6.500 funcionários, a fábrica poderá produzir baterias com o custo reduzido em até 30%, derrubando assim o preço dos carros elétricos.

Observe o tamanho dos gigantescos aerogeradores que ficam quase imperceptíveis perto da gigafábricaObserve o tamanho dos gigantescos aerogeradores que ficam quase imperceptíveis perto da gigafábrica

Os planos da Toyota também envolvem chegar a um ponto em que cerca de metade de suas vendas anuais de veículos sejam contabilizadas por carros que não utilizem energia fóssil, ou seja, somente os híbridos e os exclusivamente elétricos. Em números eles colocam como objetivo 5,5 milhões de veículos vendidos anualmente até 2030.

Em 2015, a Toyota já havia estabelecido uma série de objetivos ambientais em seu plano chamado Environmental Challenge 2050, que incluia, por exemplo, a redução das emissões de dióxido de carbono nos veículos, em 2050, em 90% se comparado aos níveis medidos em 2010. Além disso, no Salão do Automóvel de Tóquio em outubro, o diretor de tecnologia da segurança da marca já havia dito que a empresa irá tentar acabar com a produção de veículos movidos à combustão até 2040 já que estes não se alinham mais com os objetivos do Desafio 2050.

MAIS SOBRE: #carro  #energiaverde
Comentários