Django: Passos iniciais

Vamos a segunda parte da coluna sobre Django nessa semana vou mostrar algumas coisas legais que o Django proporciona com um esforço relativamente pequeno.

Por Pular para comentários
Django: Passos iniciais

Vamos a segunda parte da coluna sobre Django nessa semana vou mostrar algumas coisas legais que o Django proporciona com um esforço relativamente pequeno. No artigo anterior: Django o início, vimos as principais vantagens do uso de Django em projetos web.

Para a instalação do Django em seu computador recomendo:



Nestes sites você vai encontrar como instalar e configurar o django tanto em sistemas windows ou linux. Bom, vamos lá então.

Estrutura básica de um projeto em django:

Quando você inicia um projeto em Django através do comando:
django-admin.py startproject nome_projeto

* Obs.: Esses comandos são digitados no shell de sistemas Linux ou no famoso “cmd” no Windows

Você depara-se com 4 arquivos .py e nenhuma estrutura de pastas, quem já usou um framework tipo Cake, CodeIgniter ou Ruby on Rails está acostumado com um monte de pastas e cada uma com sua finalidade. O bacana do django é que ali temos apenas os arquivos e quem determina a estrutura de pastas é você.
http://www.oficinadanet.com.br//imagens/coluna/2943//td_captura_de_tela-mysite.png


__init__.py: um arquivo vazio que diz ao python que esse diretório deve ser considerado como um pacote Python.

manage.py: Um utilitário de linha de comando que permite interagir com o projeto Django de várias maneiras.

settings.py: Arquivo de configuração onde é possível configurar o banco de dados, diretório de templates, etc.

urls.py: Aqui temos um comportamento fantástico do Django, um arquivo que configura todas as url's do seu projeto. Concordo que no início o uso de expressões regulares dificulta bastante.

Uma dica bem importante é que você pode configurar no settings.py um banco de dados que já funciona e pode usar:
python manage.py inspectdb

Assim você pode criar facilmente os models.py para suas aplicações e migrar facilmente seus programas antigos para Django. Dependendo do seu nível de conhecimento e disposição é possível usar apenas no admin do django em seu antigos projetos feitos em PHP e deixar o site rodando sem nenhuma alteração. (Não é bonito, mas funciona).


O Servidor de desenvolvimento


Quem está acostumado com PHP certamente vai pensar “onde vou colocar meus arquivos”, “cadê a pasta /var/www”. Bom aqui está a resposta você coloca seus arquivos onde quiser. O Django tem um servidor de desenvolvimento próprio onde é possível fazer todos tipos de testes durante o período de desenvolvimento.

Para rodar é bem simples, basta entrar na pasta do seu projeto e digitar:
python manage.py runserver

Depois é só ir no navegador e acessar a url: localhost:8000

Se tudo estiver funcionando bem você encontrará uma tela azul bem bonitinha como essa:

http://www.oficinadanet.com.br//imagens/coluna/2943/td_captura_de_tela-welcome_to_django_-_google_chrome.png

Para quem leu as 2 partes do artigo, a partir de agora é botar as mãos no trabalho. Esses dois artigos foram tiveram a intenção de apresentar o Django como uma excelente opção para desenvolvimento saudável para suas aplicações web. Para quem se interessou pelo framework recomendo as seguintes leituras:

  • www.aprendendodjando.com
  • docs.djangobrasil.org (tutorial oficial da comunidade em português)
  • www.slideshare.net/ikkebr/welcome-to-the-django (Apresentação feito pelo @ikkebr)


Para quem não gostar da interface do Django fica a dica do Grappelli. Uma interface de fácil instalação e que reescreve totalmente o admin do Django.
http://code.google.com/p/django-grappelli/

Leia também: Qual linguagem de programação tem os melhores salários fora do país. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários