As técnicas de SEO visam a otimização do conteúdo das páginas de internet para que estas sejam mas facilmente localizadas pelos motores de busca. Nós aqui no Oficina da Net já abordamos alguns aspectos das técnicas em outros artigos. Mas é importante que o desenvolvedor entenda mais a fundo quais são os fatores determinantes para que uma página esteja bem rankeada em um sistema de busca como o Google, por exemplo.

É importante o entendimento das ferramentas para que o desenvolvedor consiga desenvolver suas próprias estratégias de otimização, porque o que acontece na maioria dos casos são desenvolvedores apenas replicando dicas isoladas, que podem até dar algum resultado positivo no início mas que com o tempo vai se desgastando na medida em que não há um trabalho de adaptação dessas técnicas para seu conteúdo.

É importante ressaltar aqui que todos os fatores que serão abordados como referências na otimização do site para os buscadores vão se utilizar de exemplos do Google. Mas existem outras ferramentas de busca na internet, mas todas elas somadas não chegam a 25% do volume total de buscas de toda web. Mas, com certeza, se você conseguir otimizar seu site para o Google será bem posicionado nos outros sites também.


Meta-tags



As meta-tags são consideradas como cartão de visitas de um site para o sistema de busca. Isso porque estas palavras farão a função de “etiqueta” dos site. É ali que deverão constar as principais informações sobre seu site, como que tipo de informação será encontrada em determinada página. As meta-tags são basicamente códigos HTML com palavras-chaves que serão as primeiras a serem analisadas pelo Google na hora de apresentar os resultados de uma busca.

Se você está utilizando um sistema de desenvolvimento de site ou blogs pré-formatado, com certeza deverá constar um campo pré-definido para estas informações. Mas veja abaixo um exemplo de como a meta-tag se apresenta em HTML:


     título da página 
    
    
    

Dê atenção a forma como você vai descrever seu conteúdo para que ele seja bem entendido pelos motores de busca. Da mesma forma, coloque apenas as palavras chaves que realmente tenha a ver com seu conteúdo, ignore acentos e utilize sinônimos também, assim a chance da página ser melhor rankeada será maior.


Plavras-Chaves no conteúdo



A importância das palavras-chaves não se esgotam nas meta-tags. Elas também devem estar bastante presente no conteúdo do seu site. Quando você começar a escrever o texto para determinada site, pense nas palavras chaves que você acredita que sejam buscadas pelos usuários atrás deste tipo de informação e reforce o conteúdo delas durante os parágrafos. Desta forma, você estará reafirmando para os motores de busca que aquela página realmente é relevante para determinado assunto. Ao digitar determinada palavra-chave na página de pesquisa do mecanismo de busca, o usuário espera encontrá-la na página de destino, já que essa é a maior referência pessoal na busca. Ao ler a palavra-chave esperada, pressupõe-se que o que ele procura está ali.


Links de Apontamento



Este também é um fator muito importante para que sua página esteja bem rankeada nas pesquisas do Google: a quantidade de sites que estejam apontando links para seu conteúdo. Ou seja, para os motores de pesquisas, quanto mais páginas estiverem fazendo referência ao seu conteúdo, mais relevante ele será para as pessoas que estão buscando determinado assunto. Sobre este fator é importante ressaltar que os algoritmos do Google são muito complexos e as análises não assim tão simples. Por exemplo, não basta apenas a quantidade de sites que possuem links para seu conteúdo, mas sim a qualidade dos mesmos. Sites que tiverem classificação baixa pelo Google não vão contribuir muito para que sua página esteja bem colocada.

Vale a pena também investir nos feeds. Feeds são uma das ferramentas mais eficazes na divulgação de páginas na internet e propagação dos links de uma forma segura e com qualidade. E a explicação é simples. Um feed não morre no usuário final, mas o recurso também pode ser utilizado por outros sites que possuam interesse em divulgar os conteúdos de seu site. Não é apenas uma propaganda, mas sim um agregador de informação e conteúdo. Ou seja, na medida em que seu site disponibiliza conteúdos que são bastante buscados na internet, os usuários que agregam seus feeds em outro site automaticamente também estão contribuindo para o aumento da audiência do próprio site, em um sistema “ganha-ganha” dentro das regras do Google e em comprometer o trabalho de ninguém, tanto da pessoa que está disponibilizando o feed quanto do desenvolvedor que está agregando o feed.


Texto Âncora



O link é considerado o principal fator nos motores de busca da Google para dar relevância a determinada página ou não. Mas o link não é simplesmente uma página que aponta para seu site. É importante que estes links estejam “ancorados” por um texto que possua as palavras chaves que você definiu na descrição do seu conteúdo. Para você entender um pouco melhor sobre a diferença do link e do texto âncora, pensa da seguinte forma: O link sempre é o endereço de sua página ou qualquer outra (http://www......). Já o texto âncora são as palavras que escondem seu “link” . Quanto mais as páginas apontarem seus links descrevendo suas palavras chaves no texto âncora, mais facilmente aquele conteúdo será assimilado pelo Google ou por qualquer outro buscador.


Outros fatores a serem considerados


Alguns outros fatores também deverão ser considerados, já que o Google também considera na hora de rankear os sites em suas buscas. Primeiramente a questão do texto original. Não adianta investir pesado no seu site se seu conteúdo estiver sempre sendo copiado de outro site. O Google consegue identificar facilmente as cópias e pune as página que estão publicando conteúdo duplicado com a perda de posições no rank. Outros fatores que também influenciam no sistema de buscas do Google é a idade da página, quanto mais velha ela for mais facilmente ela será indexada pelo Google, e também a performance da mesma. Sua página não deve contar erros de programação que dificulte o trabalho dos motores de busca.