Blender o que é?

Blender (também conhecido como blender3d) é um programa de computador de código aberto, desenvolvido pela Blender Foundation, para modelagem, animação, texturização, composição, renderização, edição de vídeo e criação de aplicações interativas em 3D, tais como jogos, apresentações e outros, através de seu motor de jogo integrado, o Blender Game Engine.

Por | @oficinadanet Softwares

Blender (também conhecido como blender3d) é um programa de computador de código aberto, desenvolvido pela Blender Foundation, para modelagem, animação, texturização, composição, renderização, edição de vídeo e criação de aplicações interativas em 3D, tais como jogos, apresentações e outros, através de seu motor de jogo integrado, o Blender Game Engine. Está disponível sob uma licença dupla: BL / GNU General Public License. O Blender ainda tem partes licenciadas sob a Python Software Foundation License.

O programa é multiplataforma, estando portanto disponível para diversos sistemas operacionais. O Blender implementa ferramentas similares às de outros programas proprietários, que incluem avançadas ferramentas de simulação, tais como: dinâmica de corpo rígido (rigid body dynamics), dinâmica de corpo macio (soft body dynamics) e dinâmica de fluido (fluid dynamics); avançadas ferramentas de modelagem; ferramentas de animação de personagens, sistema de materiais baseados em “nós” (Node Materials) e composição de imagens e vídeos. Inclui suporte a Python como linguagem de script, que pode ser usada tanto no Blender, quanto em seu motor de jogo. Suporta vários idiomas, inclusive o português brasileiro.

História


Originalmente, o programa foi desenvolvido como uma aplicação in-house pelo estúdio holandês de animação NeoGeo Studio e Not a Number Tecnologies (NaN); o autor principal, Ton Roosendaal, fundou em junho de 1998 a Not a Number Tecnologies para desenvolver e distribuir o programa. O nome Blender foi inspirado em uma música de mesmo nome, da banda Yello, de seu álbum Baby.

O Blender foi distribuído inicialmente como um produto proprietário e comercial, com versão gratuita, e funcionava apenas no IRIX, até que NaN faliu em 2002. Atualmente é desenvolvido pela Blender Foundation, sendo suportado por doações da comunidade, e vendas de materiais relativos ao Blender, no e-Shop.

Os desenvolvedores concordaram em liberar o Blender como código aberto, sob os termos da GNU General Public License, com um pagamento único de €100.000. Em 18 de julho de 2002, uma campanha para financiamento do Blender foi iniciada por Roosendaal, a fim de coletar doações e em 7 de setembro de 2002 foi anunciado que a coleta de fundos já era o suficiente, e que o código fonte do Blender, estaria liberado. Após ter sido liberado, a Blender Foundation lançou o programa, em adição à licença GNU GPL, a licença BL (Blender License), que não requeria a abertura do código fonte do Blender, mas requeria pagamentos para a Blender Foundation. De qualquer modo, essa licença nunca foi exercida e, foi indefinidamente suspensa desde 2005. Atualmente, o Blender é disponível sob a GNU GPL, e uma nova versão da licença BL, que apenas dá informações sobre sua licença principal, a GNU GPL.

O objetivo da equipe de desenvolvimento é alcançar o poder de desenvolvimento dos programas proprietários. Há muitos profissionais que já utilizam este programa como ferramenta principal ou secundária em seus trabalhos.

O Blender foi escrito inicialmente em C, e atualmente está escrito em C++ e, algumas partes, principalmente scripts embutidos, em Python.

Plataformas


O Blender é multiplataforma, e portanto, está disponível para diversos sistemas operacionais. Oficialmente, ele está disponível para os sistemas: Microsoft Windows, Mac OS X, Linux, Solaris, IRIX, FreeBSD, BeOS, Darwin, iPAQ. Porém, o seu desenvolvimento, para alguns desses sistemas, foi descontinuado ou não acompanha as atualizações. Esses sistemas são: IRIX, FreeBSD, BeOS, Darwin e iPAQ. Mesmo descontinuados, essas versões antigas estão disponíveis para serem baixadas. Também está disponível para diversas arquiteturas: x86, x64, PowerPC, Sparc.

Versões memoráveis


  • Versão 1.00 - Esta foi a primeira versão do Blender, e estava disponível apenas para o sistema operacional IRIX;
  • Versão 2.04 - Esta foi a última versão para sistemas operacionais para iPAQ;
  • Versão 2.11 - Esta foi a última versão para o sistema operacional BeOS;
  • Versão 2.25 - Esta foi a última versão comercial/proprietária, conhecida como Blender Publisher;
  • Versão 2.33 - Esta foi a última versão para o sistema operacional Darwin;
  • Versão 2.37a - Esta tinha sido a última versão para o sistema operacional IRIX, até ser lançada novamente;
  • Versão 2.44 - Lançada em 13 de maio de 2007, foi a primeira versão do Blender com suporte a 64 bits. Foi também a primeira versão com suporte a SSS (Subsurface Scattering);
  • Versão 2.45 - Lançada em 21 de setembro de 2007, retornou o desenvolvimento de versões para o sistema IRIX;
  • Versão 2.49b - Lançada em 3 de setembro de 2009, é atualmente a última versão estável lançada. Foi lançada como uma correção para a versão 2.49a, e adicionou algumas novas funcionalidades. Atualmente, a última versão lançada para IRIX foi a 2.49a;


Modelagem


O Blender pode ser utilizado em qualquer área que seja necessária a geração de modelos tridimensionais, geração de imagens renderizadas, animação e jogos. Podemos citar aplicações em arquitetura, design industrial, engenharia, animação, produção de vídeo, e desenvolvimento de jogos, graças ao seu motor de jogo embutido. Esta característica pode ser ampliada e agilizada com o uso de scripts em Python. Como modelador, é recomendado pela Peugeot, para ser usado em seus concursos de design de carros, o Peugeot Design Contest.

O Blender possui também uma ferramenta chamada Sculpt, que possibilita trabalhar com modelos como se estivesse os esculpindo, semelhantemente ao modelador ZBrush.

Exemplos


Abaixo, alguns exemplos de scripts Python no Blender:

Um exemplo de um Programa Olá Mundo:
from Blender.Draw import Register, PushButton, QKEY, ESCKEY, Exit
 
def draw():
    PushButton("Olá, Blender!", 400, 100, 300, 100, 80, "Olá, Blender!")
    PushButton("Sair", 400, 100, 270, 100, 20, "Q ou ESC para sair")
 
def event(evt, val):
    if (evt == QKEY and not val) or (evt == ESCKEY):
        Exit()
 
if __name__ == '__main__':
    Register(draw, event)


Mostrando os objetos na cena:
import Blender
obj = Blender.Object.Get()
print str(obj)


Fonte: Wikipédia

Mais sobre: blender criação 3D 3D
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo