O QUE HÁ DE NOVO

Saiba como fazer todos os tipos de Fluxogramas de Processo

Ronaldo Costa Rodrigues por Ronaldo Costa Rodrigues Negócios

Uma boa forma de obter resultados e posteriormente sucesso, é estar em dia com seu Fluxograma de Processo. Esta ferramenta de qualidade permite que você acompanhe os processos da sua organização, melhorando quando necessário. Acompanhe agora alguns exemplos de Fluxogramas.

Existem diversos tipos de Fluxogramas, cada um com uma finalidade específica e um grau de complexidade adequado a ela.

 

Como fazer um fluxograma?

O uso correto dessa ferramenta permite:

  • Detectar rapidamente as atividades críticas para o processo;
  • Conhecer a seqüência das atividades (fluxo);
  • Entendimento claro e rápido do processo

Isso não é pouca coisa!

TIPOS DE FLUXOGRAMA:

Diagrama de Blocos: Apresenta uma seqüência de atividades contínua e sem envolvimento de decisão. Pode ser utilizado em Instruções de Trabalho Simples ou Macro Fluxo de Processos. No Macro Fluxo só funciona para demonstrar relações contínuas entre os processos.

Fluxograma de Processo Simples: Mostra as relações entre as fases e necessidades básicas de qualquer processo. Considero muito útil para Auditorias Internas quando o processo é verificado isoladamente, pois não apresenta o fornecedor nem o cliente do processo.

Fluxograma Funcional: Mostra a seqüência das atividades de um processo entre as áreas ou seções por onde ele flui. É útil para processos que não se completam em uma única área pois indica também os responsáveis por cada fase. Uma variante desse fluxograma apresenta também uma linha do tempo cronológica que permite a identificação de gargalos do processo.

Fluxograma Físico ou Geográfico: Mostra o caminho percorrido por um processo no ambiente. É geralmente confeccionado sobre uma planta do setor ou da fábrica.
(Lembra de mapas do tesouro? É parecido?)

Fluxograma ANSI: É o mais complexo deles, mas também o mais completo, apresentando uma relação fiel (se for bem feito) da interação das etapas do processo. Para executá-lo, normalmente começamos com um Diagrama de Blocos onde vamos detalhando e incluindo alternativas de tomada de decisão até que tenhamos um ?retrato? do processo o mais próximo possível da realidade. Ele possui uma simbologia internacionalmente compreendida, criada pelo ?American National Standards Institute? (ANSI).

Recomendado
Assuntos fluxo, mapeamento, processo, qualidade e ISO 9001
Siga nas redes
Encontrou algum erro no texto?

Entre em contato com o autor e nos ajude a melhorar a qualidade dos posts cada vez mais!

AVISAR
O QUE LER EM SEGUIDA
Comentários
Últimas publicaçõesver tudo
ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.