Como remover vírus de um iPhone ou iPad

Casos de infecção por malware no sistema iOS são raros, mas não impossíveis. Veja como identificar se seu iPhone ou iPad tem vírus e como remover a praga virtual do seu dispositivo.

Por Apple Pular para comentários

Os iPhones podem ser infectados por vírus? Sim, podem - mas é muito mais raro do que dispositivos Android. Na verdade, a grande probabilidade é que seu iPhone seja infectado por malwares, que são pragas virtuais capazes de exibir anúncios estranhos, provocando um comportamento destinado a convencê-lo de que o iOS está infectado e precisa baixar um aplicativo para corrigi-lo, ou redirecioná-lo para uma página da web suspeita, ou um aplicativo estranho na App Store.

No entanto, se você estiver convencido de que o seu iPhone ou iPad tem um vírus, worm ou outra forma de malware, veja como diagnosticar e como removê-lo. 

Como descobrir se o seu iPhone tem um vírus

Tecnicamente falando, um vírus é um pedaço de código que se insere em outro programa, enquanto um worm é um programa autônomo por si só; ambos buscam se propagar ao sequestrar aplicativos de mensagens, ou via engenharia social.

A plataforma iOS sofreu uma série de ataques que se encaixam na primeira definição, quando invasores inseriram códigos maliciosos em aplicativos respeitáveis ??ou seqüestraram a ferramenta de desenvolvedor usada para criá-los. E, embora os aplicativos comprometidos devam ser detectados no estágio de aprovação da App Store, aqueles que desbloquearam seus dispositivos via jailbreak podem instalar aplicativos de terceiros, e dessa forma pode acabar fazendo o download de algo perigoso.

Em ambos os casos, a natureza isolada do iOS na área de segurança deve impedir que o ataque de malware tenha acesso a outros aplicativos (para se espalhar) ou ao sistema operacional subjacente.

O que está causando o problema?

As principais questões ao tentar descobrir o que está acontecendo com o seu iPhone ou iPad com defeito são:

Você desbloqueou seu dispositivo? Se você fez jailbreak no seu iPhone ou iPad, e instalou um aplicativo de uma fonte não oficial cuja autenticidade é questionável, você pode ter instalado um software malicioso no seu dispositivo, e deve tentar desinstalá-lo o mais rápido possível.

O comportamento inesperado se manifesta quando você usa apenas determinados aplicativos? Se sim, e especialmente se for apenas um aplicativo, saiba que comportamentos comuns exibidos por aplicativos que foram sequestrados incluem redirecioná-lo para uma página da web desconhecida no Safari, e abrir a App Store sem sua permissão.

Você pode tentar resolver o problema instalando um bom aplicativo antivírus para iOS. Isso irá protegê-lo de futuras ameaças de segurança e adiciona proteção da Web, bloqueio remoto e também a limpeza do sistema. 

Se o problema persistir, não importa quais aplicativos estejam abertos, é provável que o dispositivo esteja se comportando mal por causa de um problema de hardware, ou devido a uma alteração do próprio sistema iOS com a qual você ainda não está acostumado. Outro motivo pode ser que o próprio aplicativo mudou uma configuração, talvez inadvertidamente. 

É extremamente improvável que o malware tenha penetrado no coração do sistema operacional iOS e esteja causando problemas, pois isso seria sem precedentes em um, dispositivo móvel da Apple. 

Um aplicativo comprometido está causando o problema?

Em vez de um vírus afetar o iOS em si, é possível que você tenha um aplicativo com problemas. Isso não significa necessariamente que o aplicativo seja ruim, ou que os desenvolvedores tenham culpa; Inversamente, o fato de um aplicativo ser legítimo ou ter sido desenvolvido por uma empresa respeitável não significa que ele não possa ser invadido por malware ou hackers.

Como os hackers não podem invadir o sistema iOS, uma de suas estratégias mais comuns é decifrar um kit de desenvolvedor, que pode, por sua vez, ser usado por desenvolvedores de aplicativos bem-intencionados e inconscientes. Os hackers, assim, ganham a capacidade de redirecioná-lo para um site desonesto quando você usa o aplicativo que usa a ferramenta de desenvolvedor comprometida.

Geralmente é óbvio quando um aplicativo comprometido específico está causando o problema, porque você só tem problemas ao usá-lo. O sinal comum é que, quando você abrir o aplicativo, é redirecionado periodicamente para uma página da Web ou para a App Store, sem a sua permissão.

Se você acha que um aplicativo é o problema, antes de tudo, dê uma olhada na App Store para ver se existe uma versão atualizada do aplicativo disponível, pois o problema pode ter sido percebido e corrigido. Além disso, verifique o site do aplicativo (se houver) e / ou o feed do Twitter do desenvolvedor (se houver) para ver se o problema foi relatado ou discutido por outras pessoas. Se puder, entre em contato com os desenvolvedores para relatar o problema à eles; Eles podem oferecer uma solução, mas, mesmo que não consigam, são mais propensos a encontrar uma solução se souberem do problema.

Supondo que a atualização do aplicativo não resolva o problema, desinstale-o e tente usar o celular ou tablet da Apple novamente. Se o problema desaparecer, você encontrou seu culpado e é hora de decidir se pode viver sem esse aplicativo a longo prazo. Mesmo se você decidir ficar sem este aplicativo, lembre-se de que você pode verificar com os desenvolvedores de tempos em tempos se uma atualização satisfatória foi disponibilizada.

Limpar histórico e dados do site

Aqui está uma dica rápida que pode resolver problemas de redirecionamento de páginas da web. Vá em Configurações > Safari > Limpar histórico e dados do site, e toque em Limpar Cookies e Dados para confirmar.

Desligue e reinicie

Mantenha pressionado o botão liga / desliga do Iphone ou iPad até que a tela mude e o controle deslizante 'deslize para desligar' apareça. (Isso deve levar de quatro a cinco segundos).

A tela ficará preta. (Em um iPhone da série X, você terá que segurar o botão liga/desliga e o botão diminuir volume ao mesmo tempo.)

Para reiniciar o iPhone, mantenha o botão liga/desliga pressionado novamente. Desta vez, deve demorar cerca de 10 segundos. O logotipo da Apple aparecerá; 

Nesse ponto, você pode soltar o botão liga / desliga. Aguarde até que a tela de entrada de senha seja exibida (é necessário inserir uma senha em vez de usar a ID de toque na primeira vez que você desbloqueia um telefone depois de ligá-lo) e desbloquear o telefone.

Isso resolveu o problema? Se não, você pode precisar tomar medidas mais drásticas.

Restaure o seu iPhone a partir de um backup

Esperamos que você faça backup do seu iPhone regularmente. Se assim for, será fácil restaurar o seu iPhone a partir do backup mais recente, e verificar se o problema está resolvido.

Se você fizer um backup agora e seu aparelho estiver infectado por um malware, não vai ser útil, pois o próprio malware estará incluído neste backup. Caso você não tenha um backup anterior ao problema de seu iPhone, o que você pode fazer é salvar seus arquivos em nuvem, como no próprio iTunes, ou outro serviço como Google Drive ou Dropbox, e após isso fazer um reset de fábrica no seu iPhone, que é o assunto do próximo tópico.

 

Restaure seu iPhone como um novo dispositivo

Se nenhum dos seus backups estiver livre de malware, ou se os únicos backups livres de malware estiverem inutilizáveis ??por algum outro motivo, será melhor começar do zero.

Toque nas configurações (ícone de engrenagem) na tela inicial (ou em qualquer página que esteja localizada no seu iPhone).

No menu de configurações, clique em Geral, depois escolha a opção Redefinir. Toque no item de menu Apagar todo o conteúdo e configurações. Após isso, confirme a opção apagar.

O processo pode levar de alguns minutos a várias horas, por isso, faça isso com um tempo de sobra.

Depois de concluir a configuração, você precisará reinstalar os aplicativos que deseja usar (se um aplicativo parece estar causando o problema, não instale ele novamente), e reconfigurar as configurações da maneira que você gosta. É trabalhoso, mas esperamos que você só precise fazer isso desta vez.

Como proteger seu iPhone contra malware no futuro

Atualize o iOS regularmente. Recomendamos que você não faça o jailbreak, e se fizer isso, tenha um cuidado especial com os softwares que você instala, e com as fontes das quais você faz o download. E tome cuidado com os ataques de 'engenharia social' - não abra os links se não tiver certeza de onde eles vêm.

Você também pode querer investir em antivírus para o seu iPhone. Se você já tem um antivírus para o seu Mac, é provável que ele tenha um aplicativo para iPhone incluído na sua assinatura.

Compartilhe com seus amigos:
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Minha foto
    O que é mais importante em um smartphone?
    Bateria(27,18%)
    Câmera(14,63%)
    Performance(50,17%)
    Aparência(3,48%)
    Tela(4,53%)