Golpe em Android deixa 14 milhões de aparelhos infectados

Para evitar transtornos, empresa de segurança indica que usuários não baixem aplicativos fora da loja oficial.

Por | @RafaelaPozzebon Android

Milhares de aparelhos equipados com o sistema Android foram infectados em uma campanha de adware. Brasil foi um dos países mais afetados. No total, mais de 14 milhões de dispositivos foram atingidos, o que acabou gerando cerca de US$ 1,5 milhão (R$ 4,9 milhões) aos cibercriminosos.

A Check Point foi quem descobriu o golpe, e informou o problema em março deste ano. O problema já foi solucionado pela companhia. A empresa de segurança acredita que muitos aparelhos ainda estejam infectados, já que o pico da ação ocorreu entre abril e maio de 2016.

Problema afeta milhares de aparelhosProblema afeta milhares de aparelhos

A campanha foi nomeada pela Check Point de “CopyCat”. Ela depende que o usuário instale um aplicativo de uma loja independente ou mesmo caia em uma ação de phishing, ou seja, quando o usuário é aliciado a clicar, baixar e instalar o que não deveria.

Após instalado, o CopyCat aguarda pelo momento em que o usuário reinicie o seu aparelho. Em seguida, ele baixa uma atualização com ferramentas para realizar o “root”, caso consiga, o aplicativo instala um componente ao diretório de sistema que estabelece persistência, o que deixa sua remoção ainda mais difícil.

O CopyCat, após isso, injeta um código no “Zygote”, o processo que está por trás de todos lançamentos dos aplicativos no Android. Após, chega ao processo “system-server” e consegue o seu poder em todos os serviços do sistema operacional. Deste modo, o CopyCat consegue exibir publicidade e ainda roubar créditos pela instalação de aplicativos.

A CheckPoint descobriu que mais de 14 milhões de aparelhos foram infectados. Do total, 8 milhões (54% do total) haviam sido roteados, 3,8 milhões (26%) viram publicidade fraudulenta por causa do golpe e 4,4 milhões (30%) foram usados para roubo de créditos por instalação de apps.

Entre os países mais afetados está a Índia (3,8 milhões), Paquistão (1 mi), Bangladesh (1 mi), Indonésia (1 mi) e Myanmar (610 mil). O Brasil aparece na sétima colocação, com 394,8 mil aparelhos infectados.

Para evitar qualquer problema relacionado a isso, as dicas são as mesmas: Evite baixar aplicativos fora da loja oficial, bem como manter sempre um bom antivírus no aparelho.

Mais sobre: Android, smartphones, Google
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.